quinta-feira, março 28, 2002

Luz na janela. Medo. Muito Medo!

Estou aqui no computador e do nada vejo uns raios de luz na janela, igual à um filme bíblico. O raio vem de cima, das nuvens, não sei o que é e nem coloquei a cabeça pra fora de janela para ver. Do raio começou a surgir no ar algo que não sei explicar, não sei o que é. O ar foi abrindo, virou uma mancha preta e está aumentando. Estou com medo. Quando o ar "aberto" estava do tamanho de um scaner e fechei a janela rapidamente, estou em pânico. Meus dedos tremem de medo, mal digito. Acho que a luz sumiu e o ar "aberto" também, mas eu não abro a janela por nada nesse mundo e nem a porta. Estou trancado no quarto do computador, sozinho em casa. Com muito medo. Desliguei o som e só ouço as teclas sendo batidas. Não sei o que fazer. Não sei o que eu vou fazer. Estou com medo. A porta é de vidro, vi um vulto. Espero que seja o Da Lua, meu cachorro. Ai! Nunca tive tanto medo. Só olho o monitor e a porta, eu quero ver o tal vulto novamente, parece maior que o Da Lua. O que eu faço? O que faço?

Vi o vulto novamente, acho que é o meu irmão. Na verdade não acho, mas eu quero que seja. Estou em pânico. Nem sei como estou escrevendo.

Aquele negócio na janela deve ter sido uma ilusão, eu cortei a unha hoje. Isso pode me afetar?

Vi o vulto duas vezes e não sei o que é.

Ah! Puta merda! Ele está parado na porta, está escuro e não vejo direito. O que eu faço. Meu Deus! Não é o meu irmão. Caralho! É menor. Tô ouvindo um som.

É um homenzinho pequeno! Oh meu Deus. É ladrão anão. A maior crise de pâncio que já ouvi no mundo estou vivendo agora. Devem estar me pregando uma peça, só pode ser, mas continuo a escrever e nem vou corrigir, só clicka no pust & publish na blogger.com, clicko antes de desmaiar

O que eu faço? Polícia? E se eu pegar o telefone e ele reagir? Estou com medo e mexendo no micro fingindo que não o vi. Será que ele viu que eu o vi?

Ele esté se mexendo.

Ufa! Foi embora.

OH! NÃO! ÑÑÑÑÑÑÑÑÑÑÑÑ...!!1 SOCORRO!!!111

Está no ar o site do Fábio. Vejam!

Vitor ouvindo Nos Barracos da Cidade
Juda eu?


Bateu um homem, meia-idade, aqui no portão de casa e me pediu um litro de leite. Eu peguei um leite da caixa (aqui em casa compra-se uma caixa por vez) e fui entregar a ele. Quando ele pegou o leite e foi agradecer estava chorando. Chorando de verdade mesmo. Mal falava. Agradeceu e ficou dizendo: "-Que vergonha! Que vergonha pedir as coisas prosoutros! Ai, que vergonha...". Nisso ele estava apertando a minha num longo e forte cumprimento. Tentei amenizar as coisas dizendo: "-Que isso? Você está precisando, tá precisando". Ele me deu aquele Deus-lhe-pague, virou-se e se foi, chorando.

A minha vontade na hora foi de dar um murro no ar e gritar PORRA DE PAÍS, DE MUNDO CRUEL E INJUSTO! FODA-SE ESSE CAPITALISMO EXAGERADO!

Sei que ele estava chorando por vergonha mesmo, não era "graça" não.

O homem não aparentava ser um mendigo, mas alguém em extrema pobreza que já teve alguma coisa/emprego na vida e que agora estava passando por necessidades.

Após eu lhe dar o leite ele me disse que tem filhos e não quer que eles passem fome, e como não tem outra opção, pedi a ajuda das pessoas. Ele tinha muita cara de PAI. Ele não usa as crianças para esmolar por aí. Eu o valorizo e muito por isso!

Não vou ficar falando que o mundo está isso e aquilo, não precisa. Vocês sabem...

Vitor ouvindo Jovem Guarda - Rua Augusta

terça-feira, março 26, 2002


Eu sou NOIVA!
Sem comentários. Você é o eterno alvo de todas
as outras categorias. Sempre tentando apartar brigas
sem sucesso e sempre apanhando por causa disso.
Vai pra cozinha, moça!

Faça essa porquera de teste, clicando aqui!
"Como andas?"

Estou bem. Algumas provas na escola, não estudo em casa como sempre. Só tiro notas ou muito ruins ou muito boas, ou eu sei, ou não sei. Os patins estão ótimos, fui para Sampa naquela pista com os caras de Guará, por falar em caras de Guará, o Caio pegou em terceiro nos X-Games.

Semana que vem vou para Caraguatatuba na casa do meu tio e minha mãe combinou em nos levar (eu e meu irmão) na pista nova de Ubatuba. É... Vou passar a páscoa na praia e andando de roller. Mas só vou sexta-feira, meu pai irá trabalhar na quinta-feira. O meu blog vai ficar meio abandonado.

O blog está legal, o pessoal tem entrado e o último bom post foi sobre eu ficar fortão se entrasse em uma academia. Fiz umas montagens, eu com o corpo do Salsicha (antes) e com o corpo do Jonh Bravo (depois).

Fiz um novo e-mail, um hotmail, melhor e-mail grátis que já tive - vnbr@hotmail.com -. Estou com um novo papel de parede bem legal no "meu" micro. Quinta, acho que vou à casa do Varum, amigo meu que tem uma filmadora, e vamos fazer um vídeo sobre a fantástica aranha de oito patas e dois dedões que nasceu em uma aula de "super-interessante" de química. Vamos até mandar para o Mion, quem sabe...

Agora coloquei um cd da jovem guarda e está na música do Biquíni Amarelinho, está no refrão! É ótima essa música.

Amanhã haveria um amigo invisível de páscoa, todos iriam ganhar ovos, inclusive eu, mas muita gente desistiu e para não perder a empolgação, vamos à pizzaria. Lá tem pizza de chocolate, quem sabe o pizzaiolo não faz uma pizza em forma de ovo para a páscoa?

Vitor ouvindo Jovem Guarda

segunda-feira, março 25, 2002

Mudei o meu e-½

Meu e-mail agora é vnbr@hotmail.com. O xroller@ieg.com.br morreu. O Freeze que me indicou fazer um hotmail, fui me cadastrar na lycos e tinha que ter um e-½ .com...

Comentário do meu amigo e colega Fábio:
"Seu e-mail parece imposto do governo"

Vitor copiando Tarefa - Objetivo

Tirado da apostila do objetivo.

Vitor ouvindo Os Anjinhos - Angélica grita com Tomy

domingo, março 24, 2002

OH! Minha mãe descobriu que posso baixar a música que ela quiser pela internet.
-______-!


Vitor ouvindo Adriana Calcanhoto - Senhas
Adicionei esse blog na minha lista. É um ótimo blog. Estava visantando sempre e resolvi integra-lo na minha lista de leitura diária.

Vitor ouvindo Titãs - Epitácio
Essa Garota também concorda comigo. A Globo não é boa apresentadora de esportes radicais.

Vitor ouvindo Adriana Calcanhoto - Naquele Estação


O Caio (camisa branca) ficou em terceiro. Dalmo Travaguni foi o cara que ganhou, nunca ouvi falar. Achei que iria ficar ou o Caio ou P.A. em primeiro... O P.A. ficou em segundo lugar.

Valeu Caio!!! Tomara que consiga o sonhado patrocínio!


O vídeo daqui de casa de um pau não gravou -______-! Você dá play e a tela fica toda azul, que merda! Não gravou nada! Que bosta de vídeo velho. Quando que vai sair o DVD gravável?


As câmeras da globo não são muito boas não! As da ESPN são bem melhores. Dá até mas emoção. Falta de experiência. E as repórteres também não são muito boas. A repórter teve que chamar a Luciana Quaresma, da espn e o BOB do skate para narrar o skate vertical. Porque não coloca alguém que entende do assunto ao invés de ficar um bando falando?


Mas valeu! Cada vez mais os esportes radicais conquistando o seu espaço.


Vitor ouvindo Zéca Baleiro

sábado, março 23, 2002

X-Games

Amanhã tem X-Games na globo. Às nove da manhã. Meus colegas de roller irão participar, não sei se eles passaram para a final, mas o Caio sei que sim, ele está andando muito bem. O Caio, que não é o Caio meu irmão, vai competir na categoria street. Os outros colegas que irão participar são: Marcos Vinícios e Mateus, esses na categoria vertical. Todos são de Guará. Se vocês quiserem assistir...

Vitor ouvindo Lenine

O melhor teste que eu já fiz. Quem me deu o link foi o Abossal, postou lá Flink & Cia. Muito bom!
Queria agradecer ao Freeze me ajudar a voltar com imagens do blog. Valeu cara!
Puta Merda! Conseguiram! .mov .wmv

sexta-feira, março 22, 2002

quinta-feira, março 21, 2002

Por que quando eu não tinha certeza de dengue eu queria estar com dengue e agora que tenho certeza que eu não a tenho eu sinto-me "aliviado"?

Ontem acordei com 38,5ºC. Tinha tremido a noite toda, muito estranho. Não fui à aula, não dava. Tomei um benegripe, um banho, almocei e fui ao médico. Quando estava almoçando passou no jornal uma notícia sobre dengue e falaram os sintomas. Eu tinha quase todos, menos vomito e manchas. Fiquei com medo, mas também senti uma "vontade" de estar com a doença. Não sei porque. Fui ao médico e ele me disse que eu tinha tudo para estar com dengue e tudo para estar com gripe, para saber só esperando, se piorar...

Porque eu disse: "'vontade' de estar com a doença"?
Não sei, ao mesmo tempo em que temia a doença eu a queria. Seria o segundo caso da cidade. Talvez seja por querer atenção. Todos nós queremos de alguma forma chamar a atenção, seja de apenas alguém ou de todos. Meus colegas da escola, as garotas, família paparicando: Você quer um suquinho de limão? Quer que eu alugue um filme para você?

Ou talvez porque tiraria uma "fériazinha" da escola.

Talvez por ser notícia.

Agora que eu sei que estou sem nada grave, só gripe, sinto-me aliviado. Ufa...! Já pensou?

Vitor ouvindo Caê, Chico e Tom - Águas de Março

terça-feira, março 19, 2002

Não tive a segunda aula hoje:

São Pedro convidou Jesus para dar uma caminhada.
Jesus respondeu: Não vai dar, estou pregado.


Essa é legal para contar a dois amigos seus, fizeram comigo, vejam:

As vítimas da piada serão, Zé e Jão (se você se chama Zé ou Jão não se ofenda, é só uma representação)

O Zé estava louco, mas louco mesmo por um CD de playstation e o CD só tinha em uma loja, era lançamento. Chegou na loja e pediu para o negão atendente o CD e o negão disse que só tinha um e que não ia vender. O Zé ofereceu de tudo para comprar o CD, mas o negão disse que só se ele fizesse uma boquete para ele que ele vendia. O Zé negou, mas ele queria tanto o CD que acabou cedendo a boquete. Foi lá e arrepiou o negão para obter o tal CD. O negão foi lá e vendeu o CD para o Zé. O Zé disse para o Negão:
-Nossa! Seu pau estava com um gosto de merda. Por que isso?
Negão: -É que o Jão comprou um playstation antes...

Nesse piada aí a cima eu fui o Jão e o Fábio foi o Zé. Até o Zé/Fábio comprar o CD eu tava dando muita risada e depois fiquei sério e todos deram risadas de mim. Foi muito engraçado. Depois eu até dei em risinho sem graça.


A mossa vai se confessar com o Padre:

Padre, o meu namorado é um Filho da Puta.
Mas o que foi que ele fez minha filha? Para você chamar ele de filho daquilo?
O Filho da Puta brigou comigo, ergueu a voz para mim uma vez.
Mas isso não é motivo para você chamar ele de filho daquilo.
Mas ele, o Filho da Puta, também me agarrou me beijou no meio da praça, fiquei toda babada.
Mas também não é motivo para você chamar ele de filho daquilo. Quer ver? Oh!

O Padre pega a mossa e lhe lasca um beijão.

Viu minha filha? Não é por isso que eu sou um filho daquilo.
Mas o Filho da Puta também me agarrou, tirou minha roupa e me abraçou pelado muito forte.
Isso também não é motivo para você chamar ele de filho daquilo.

O Padre tirou a batina e a roupa da mossa e a abraçou.

Viu? Não é por isso que eu sou filho daquilo. É um nome muito feio.
Mas tem mais. Depois que o Filho da Puta me abraçou, me chupou todinha também.

O Padre foi lá e chupou ela todinha

Isso também não motivo para xingar de filho daquilo.
Tem mais. O Filho da Puta me pegou e foc, foc, foc, foc, foc em mim.

O Padre foi lá e foc, foc, foc, foc, foc nela.

Isso também não é motivo. Fiz e não sou filho daquilo.
Mais você não sabe da maior Padre. Descobri que ele tem AIDS.
Mas que FILHO DA PUTA!

Obrigado pelos textos Billy.
Valeu pelos layouts Trade.

segunda-feira, março 18, 2002

Meu layout está no estilo do Yet Another Blog.

A HPG é uma filha da puta! Apagou toda a xroller, mais as imagens do blog que estavam hospedadas lá. Merda! Tinham uma porrada de horas de upload de imagens de roller e gif para lá, imagine 92 imagens (isso só de uma seção) de 700 mg cada, enviadas a 2kb/s. Agora vou fazer uma página "podrinha" para não perder o e-mail. Não vou mudar o meu e-mail. Estou com preguiça de arrumar a imagens do blog e abre mais rápido assim. Fica para depois. Eu detesto a hpg. Se alguém souber de algum site antihpg...

Vitor querendo Acabar com a HPG

Sabe quando...

[...]você acabou de chegar da excursão para a pista da Billa-Bong que você saiu às seis de matina, voltou meia noite, tocou a campainha umas vezes, quando acabou de chegar cheio dores e ninguém abre a casa para você entrar e você tem que pular o portão e abrir a janela do seu quarto naquele esquema que só você sabe, invadindo sua casa se sentindo um assaltante?

[...]você acabou de chegar da excursão para a pista da Billa-Bong, viu a Fabíola, o Marquinho, o P.A. o Caio & Cia andando muito bem, treinando para os X-Games que vai ter na semana que vem, chega em casa só quer dormir, invade a casa e tem que acordar às seis da matina para ir a aula, depois volta almoça, dormi um pouco e acorda para a aula de flauta, vai e não tem nada de novo e só vão duas pessoas? (devia ter faltado) E ainda tem que tirar o galão de água super pesado do carro quando está sem força em todo o corpo logo que acabou de chegar?

[...]está sentindo suas veias todas do doloridas?

[...]seu colega super chato, que sempre toca em você quando vai lhe dirigir a palavra, toca no seu novo machucado e ainda dá uma apertada e sacudida desnecessária só para chamar a sua atenção quando não precisa?

Sabe?

Vitor ouvindo Chico Buarque - As Cidades

UaU! Meu irmão arrumou o parelho de som (já estava quebrado a um bom tempo) com um murro. Huahuahuahuahuahua... Tem vez que o pavio curto do menino serve para alguma coisa útil. O CD estava emperrado lá dentro e ele desemperrou com um soco no coitado do aparelho rebelde que deve ter aprendido a lição não vai fazer isso outra vez. Queria ouvir Raimundos e o cd estava lá dentro. Deu um jeitinho... Sabe?

Vitor ouvindo A TV da sala que está com o volume super alto

sábado, março 16, 2002

Amanhã estou em Sampa

Amanhã estou para São Paulo. Vou novamente na pista da Billa Bong dar umas patinadas. Tomara que eu fique com cara de bobo vendo os caras que só vejo na TV bem na minha frente e andando muito como aconteceu da outra vez. Tomara que eu conheça alguém de importe no mundo do in-line, como na outra vez vi os pais, a irmã e o cunhado da Fabíola. Tomara que o Marco esteja lá e eu veja-o acertar um double back-flip. Tomara que eu não me quebre. Tomara tenha lotado a topic para não adiar novamente a viajem. Vou com os mesmos da outra vez, só que vão mais AMIGOS meus. Tomara que tire alguma manobra razoável. Tomara que não de vontade de fazer cocô. Tomara que o motorista da van não queira pular o pedágio e se perda navamente. Tomara que tenha um rádio na van e que tenha a trilha sonora Rancid e CPM 22 como na outra vez. Tomara que o Peru acerte 1080 novamente. Tomara que etecétera.

Vitor ouvindo Nada

Ping-Pong

Jogar ping-pong é muito bom, todos sabem disso. Há pouco tempo meu irmão começou a jogar na escola dele, e começamos a jogar aqui em casa também. Não são raquetes, bolinha, rede e mesa de profissionais, mas dá um bom divertimento. Principalmente quando não há nada para se fazer à tarde. Umas das raquetes fui eu que fiz. Muito raça! Tinha um campo de futebol de botão que já estava aposentado e peguei uma chave de fenda e o martelo, desenhei a raquete e foi martelada no contorno desenhado. Ficou legal. Só tinha que arrumar um daquelas borrachas para colar nela e poder dar efeitos. Antes era eu quem ganhava a maioria das vezes, mas agora meu irmão me passou para traz. Fica treinando diariamente, na escola e aqui em casa. Não só comigo, sempre chama amigos para jogar. E ele acabou descobrindo algo que detestei. Se bolinha pegar na quina da mesa (sabe? No lugar mortal. Que ela vai para o outro lado. Na lasca) não vale ponto perante as regras do tênis de mesa. Um despautério! É o especial do jogo. O ponto-G. A hora H. Joga-se esperando isso. E quando alguém consegue pegar a bolinha que bateu ali. UoU! Vira a jogada do dia.

Vitor ouvindo Cássia Eller - Come Together

Eu fiz xixi na globo! XP

Agora eu já posso falar que mijei na globo, UoU! Queria ter cagado para poder falar que também já caguei na globo...hehe

Acordei às seis, peguei a topic, fui para o colégio e de lá para escola de música. Entramos nos carros e fomos gravar. Na verdade não. Só tocar, foi ao-vivo, não gravado.

A globo não é nenhum mequidolnadis como eu pensava. É bem mais calmo. Só tem correria na hora de entrar.

Apresentamos ao-vivo no SP-TV daqui da região. Foi bem legal. Pena que não deu para o pessoal da escola ver. Nossa aula do colégio acaba à uma da tarde -____-!

As repórteres são mais antipáticas do que simpáticas, como aparece na TV. Os câmeras são engaçados.

Nós ficamos bem calmos. Achei que a gente ia ficar tremendo, mas ocorreu o melhor possível. Só houve uma coisa de ruim. Não demos o telefone -_____-! Bosta! Como vão nos contratas para tocar as peças para flauta doce em evnetos e etc? A secretária da cultura de Guará, que foi quem nos levou para a tv, disse houve muito telefonema para a prefeitura, UoU!

Cheguei em Guará duas da tarde e fui para um restaurante tentar acabar com gingante fome da minha barriga. Comi um prato de R$10,00 no self-service. Que fome! Às três já tava no colégio para o coral, fiquei até às vinte para às seis. Vim para casa, tomei banho, peguei às coisas para apresentação de flauta no Itaguará Clube, apresentei e cheguei em casa umas dez horas e já fui para coma após o banho.
Por isso não deu para postar ontem...

Vitor ouvindo O Agitado - Trânsito do Interior

quinta-feira, março 14, 2002

AMANHÃ EU 

TÔ NA GLOBO!!!


IIIIIuuuuuuhhhhhuuuuuullllllllllll!!! - (não sou
bom em onomatopéias, ehehe)


Vou na globo regional, TV Vanguarda, com o grupo de flauta dar entrevista
e tocar no programa V. 12:00am.Quem puder assista. Vai ser legal! Vocês vão me
ver. Estou muito ansioso.


Depois eu conto como foi. Estou sem tempo, tenho que arrumar a roupa e
avisa a galera.


Se pudesse eu iria com uma camiseta com http://cab.blogspot.com
escrito bem no peito, mas tem uniforme. Vou ver se eu consigo escrever na testa.


IIIIIuuuuuuhhhhhuuuuuullllllllllll!!!

quarta-feira, março 13, 2002

EU TENHO O MEU CONCEITO DE DEUS E ACREDITO "NELE". NÃO PODE-SE DIZER ELE POR QUE "ELE" NÃO É UM SUJEITO É ALGO QUE NÃO TEM CLASSIFICAÇÃO. AH! TEM SIM! É DEUS.

Vitor ouvindo O Silêncio
Só beijei uma garota e não foi algo fútil como o ficar de hoje. Mas eu sei o que é o ficar de hoje?

Vitor ouvindo Lembranças
Ontem eu vi o Bigui-Broder. Fala pra mim que graça tem ficar vendo aquilo e vivendo a vida dos outros. E eu também dei uma passadinha no SBT para ver a casa dos artistas. E, que graça tem aquilo sem o Supla? Uns comentários do Sílvio salvaram os dois minutos que fiquei vendo aquilo.

Vitor ouvindo Linkin Park - In The End
O que eu quero nem sempre EU PRECISO.
(Herbert Vianna)


Vitor ouvindo Os Paralamas do Sucesso - Um Pequeno Imprevisto

terça-feira, março 12, 2002

Momento de carência:

Eu quero devolta o carinho e o colo da namorada que nunca tive.

Vitor

segunda-feira, março 11, 2002

...Não devia


Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia. A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar mais para fora, a não abrir as cortinas. E à medida que se acostuma, esquece o sol, o ar, a amplidão.
A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado, porque está na hora. A tomar o café correndo, a ler o jornal no ônibus, porque não pode perder tempo. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite, a deitar e dormir pesado, sem ter vivido o dia.
A gente se acostuma a abrir o jornal e ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E aceitando os números, não acredita nas negociações de paz.
...A gente se acostuma a andar na rua e a ver cartazes. A abrir revistas e ver anúncios. A ligar a TV e a assistir a comercias. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.
A gente se acostuma à poluição, às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro, à luz artificial e seu tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. A não ouvir passarinhos, a não ter galo de madrugada, a não colher fruta do pé, a não ter uma planta...
A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer. Em doses pequenas tentando não perceber. Vai afastando uma dor aqui, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce o pescoço. Se a praia está contaminada a gente só molha os pés e sua no resto do corpo. A gente se acostuma... Para não ser ralar na aspereza, para preservar a pele, evitar feridas, sangramentos. A gente se acostuma para poupar a vida. A vida que, aos poucos se gasta. E que, gasta de tanto se acostumar, se perde de si mesma...

(Marina Colasanti)




Tá legal! Eu li, mas...

O que eu mudo em mim? Sempre falam dos problemas, mas quem muda?

Muda sim. Um pouquinho, mas muda.

Porque não tem coragem de mudar? Cigarro é ruim. O povo sabe e fuma. Tá! É um vício químico, mas você quisesse realmente parar de fumar, ter consciência, procuraria um médico e pararia. Porque que quando se lê que o país está uma bosta ninguém muda? Porque ninguém tenta inventar um sistema justo? Por causa do espírito competitivo do ser humano. Ele não permite isso. É utopia Ah...! Tá legal, isso é uma boa desculpa, mas não o suficiente. Eu vou mudar após ter lido esse texto que fala a ruim verdade que acontece? A autora mudou? Será que eu me acostumei a não mudar? Será que eu não vou parar de perguntar? Mesmo que você não mude por completo, tente ir percebendo as coisas ao seu redor e tente melhora-las. Faça! Faça! Faça é a palavra. Quantas vezes você pensou e não fez? "Ah! É mesmo, isso realmente acontece, igual estava no texto". Mas você muda ao perceber? Não sei. Você é quem sabe. Você é quem sabe.

Vitor ouvindo Chico Buarque - Teresinha

Momentos filosóficos no cérebro de Vitor

9. O amor existe? Ou é algo que criamos?

Vitor ouvindo Chico Buarque - A banda

domingo, março 10, 2002

"Só hoje tive a oportunidade de visitar o Ctrl+Alt+Blog e na minha primeira impressão foi de que o cara é meio gay pq ele tem vários salsichas espalhados pelo blog. Resta saber onde ele enfia tanta salsicha. Se quiser ajuda com as salsichas pode consultar a Isabelita dos Patins que é uma expert em engolir salsichas com o ânus. Mas o maior problema do blog mesmo é que o cara perdeu a noção de tamanho e pra se ler o que ele escreve tem que mexer na barra de rolagem. Portanto ,eu não perdi meu tempo lendo o que ele escreve, se é bom ou ruim."

Isso obedeceu às exortações inescrutáveis da alma de Vitor.

Nota: A frase "Isso obedeceu às exortações inescrutáveis da alma de" é de autoria 3K (http://f3kcombo.blogspot.com), eu apenas furtei.

Depende

Depende é uma puta resposta. Já pararam para penar? Você pode usar ela para responder quase todas as perguntas.

-Que horas são?
-Depende.

-Você já fez sexo?
-Depende.

-O que você vai fazer amanhã?
-Depende.

-Você é chato?
-Depende.

-Você é bonito?
-Depende.

-Você é bobo?
-Depende.

-Que tipo de música você gosta?
-Depende.

-O que você gosta de fazer?
-Depende.

-Você não vai parar de botar perguntas aqui?
-Depende.

-Vai parar ou não?
-Depende.


Mas há exceções:

-Você é gay?
-Não.

Vitor ouvindo Offspring - One Fine Day
Meu pior Post

No Shut-Up and Blog o Felipe colocou umas perguntas sem respostas, vamos as respostas:

"Como foi que a placa "É proibido pisar na grama" foi colocada lá?"

O cara que colocou tava plantando bananeira, não tava escrito é proibido mãosar na grama, DERRRR!

"Por que os filmes de batalhas espaciais tem explosões tão barulhentas...se o som não se propaga no vácuo?"

É porque são gravados no estúdio, não no vácuo. Derrrrr!

"Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram para poder acertá-lo???"
Quando começava a primeira missa sabiam que eram seis horas.

"Se a ciência consegue desvendar até os mistérios do DNA, porque ninguém descobriu a porra da formula da Coca-Cola???"
Porque a coca tem $inteligência$ para manter segredo.

"Quem matou Kurt Cobain?"
A arma.

"Por que quando você pára no sinal vermelho, tem sempre alguém no carro ao lado com o dedo no nariz??"
Por quando o carro está andando você pode machucar o nariz com a unha e é mais difícil praticar o ato, quando o carro para é: A Hora de Tirar Meleca.

"Por que pais e mães são geneticamente programados para odiar som alto? Especialmente se for ROCK???"
Aqui não eu sei uma resposta babaca.
Porque os adultos têm o ouvido mais desenvolvido do que os jovens, o ouvido é uma das partes do corpo que leva mais tempo para desenvolver-se. Então eles escutam melhor do que nós. E eles preferem músicas que acalmem, relaxam, não querem agitar. Geralmente sempre que estão em casa estão cansados. Há exceções.

Vitor ouvindo Djavan - Meu Bem Querer

Estava falando ontem com o pessoal do colégio e cheguei a conclusão que eu só vou mostrar o texto para a Dona Dora se ela demitir o Sérgio Light. Eu não tinha pensado na possibilidade de ser expulso do colégio.

Vitor ouvindo Offspring - Want You Bad

sábado, março 09, 2002

Dona Dora

Para quem não sabe, Dona Dora é a diretora da minha escola. Eu a adorava, até que:

Na aula de literatura, com um dos melhores professores, o Sérgio Light, tem que ler um livro por bimestre por causa do sistema do objetivo. O Ségio Light, muito bom professor, manda-nos sempre fazer o teatro do livro. Onde o aluno sempre aprende mais do que se ele lesse realmente o livro. Todo mundo sabe disso. Mas...
A Dona Dora pela sua ignorância e "antiguísmo" acha que teatro é uma perda de tempo. Burrinha ela, não? Quando é para ler o livro, muitos não lêem e ficam sem saber a história, isso faz eles fazerem de tudo para colar na prova. Com o teatro todo mundo fica sabendo a história do livro. São sempre livros que são pedidos nos vestibulares. O Sérgio vai explicando o livro, o porque disso, o porque daquilo. Você sempre aprende mais, entende melhor. É FODA ter uma diretora "antígona" que não gosta, na verdade, detesta teatro. Fala que é perda de tempo. "É pro Sérgio Light "enxer linguíça" na aula" diz a Dona Dora. Ignorância é foda, ser comandado por ela então... Mas eu sempre gostei da Dona Dora, ela é uma boa diretora, só tem esse "probleminha" horrível. Criei uma raiva dela por causa de acabar com teatros na minha escola. Estávamos apresentando o teatro do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas e ela chega na sala e quer acabar com tudo. Ficamos ensaiando a semana toda, com a maior vontade. Lendo e lendo o script. Porra! O pior de tudo nesse dia da apresentação foi ficar ouvindo-a humilhar o Sérgio Light, falou que outro professor de literatura da escola é melhor que ele, da matéria e prova e pronto acabou, não tem "baboseira" de teatro. Ela não tem o direito de fazer isso! É antiético, falta de bom senso, ignorância, um pecado capital e deve ser mais coisas também. Já deu para entender. Eu não estou julgando o Sérgio Light superior ou inferior ao outro professor. Como posso saber, nunca tive aula com o outro professor, mas se é matéria e prova, o Sérgio Light é melhor. A gente aprende muito mais do que literatura com ele, por exemplo: Fazendo o teatro nós aprendemos a como trabalhar em equipe, descobrimos lideres entre nós, aprendemos a dividir, criamos responsabilidades, até aprendemos sobre ter preconceito, ser um pouco profissional. Isso fora as palavras ditas por ele durante as aulas, seus conselhos... O cara tem uma cabeça diferente da maioria das pessoas, tem um estilo diferente de todos. Eu adoro ele. DETESTEI essa briga da diretora com ele, parece-me até que se pensou em demissão e isso poderá acontecer. NÃO! Pelo amor de Deus! Se vier o outro professor eu não aceito. Perder um bom professor por bobeira, ignorância, qual é a do colégio? Insisto em ignorância, porque é mesmo. Se vier o outro professor para dar a aula e viro a minha carteira para traz e abaixo a cabeça, mesmo que sozinho, mas eu sei que muitos vão me acompanhar.

Porque existem pessoas que são ignorantes, não aceitam um novo método de ensino, querem matéria-prova apenas. Pô! Ninguém sobrevive se não souber se adaptar. Por exemplo, a igreja católica: Não pegou um padre que faz "aeróbica" para e divertir a missa e haver mais viés?

Não quero arrumar "rolo" com a Dona Dora, particularmente eu gosto muito dela, só tenho raiva por sua falta de bom-senso e ignorância.

Segunda-feira vou entregar esse texto a ela e pedir uma respostas, uma resposta por escrito de preferência. Porque sendo assim, eu a coloco aqui. E vocês podem ler.

Vitor, aluno do Segundo B, manhã, ouvindo Circle of Live - Elton John

sexta-feira, março 08, 2002

Dia das mulheres...

Todo mundo já sabe a história do porque do dia das mulheres, mas porque realmente foi criado o dia das mulheres? Só por causa disso, morte? Mulheres que morreram lutando pelos seus direitos. As mulheres sempre "oprimidas pelos homens", buscando liberdade. Ter criado o dia das mulheres não é algo que oprime mais a mulher. Vamos lembrar o dia que a mulher oprimida que tentou escapar disso, morreu e em que "eles" venceram. Porque criar um dia das mulheres? Ahhh... Hoje é o dia dela, parabénses para elas e todas as regalias. Hoje é o dia em que muitas morreram, coitadinhas delas. Não deveria haver um único dia das mulheres. Todos os dias são seus dias. Porque tornar apenas um dia o dia dela. Porque ela buscar os seus direitos nesse dia. Ela tem que brigar, fazer passeatas não só no dia das mulheres, mas em todos os dias em que de opressão, até conseguir justiça.

Vamos comemorar esse dia em que mulheres foram mortas? Não! É uma data triste da história. Você brasileiro comemora o dia em que o Airton Senna morreu? Não, mas se lembra dele com muito carinho e orgulho dele ter levado a bandeira do país para os pódios mundiais. Não vamos comemorar o dia da tragédia, mas sim lembrar dele, a importância que ele teve para as mulheres do mundo.

Eu poderia colocar algo como: Ser mulher é padecer no infinito, gerar a vida... blá... blá... blás...

As mulheres sempre soltam uma indireta nesse dia para que você fale um: Parabéns! para ela. Falam bom dia, ois, tudo bons, ficam diferentes. Querem que você diga. Você precisa dizer. E eu disse. Parabéns, blá... blá... blás... Mas não concordo com isso!

Porque não existe dia dos homens? Porque não existem mulheres que oprimam os homens para eles terem um dia de respeito?

Se dia da mulher é machismo, então dia das crianças é adultismo?

O dia das mulheres poderia ser um pouco mais útil. Poderia ser um feriado e teria caído numa sexta-feira. Que pena ele não ser.

Eu vou ter que fala, não é?

Parabéns mulheres pelo seu dia, blá... bla-blá e bla-blás!

Vitor ouvindo Renato Teixeira - Romaria

Um e-mail enviado pela minha prima querida, Cecília. Será que ela lê esse humilde blog?

"Um homem entra no seu restaurante favorito e senta na mesa de sempre. Dá uma olhada ao redor e descobre uma bela mulher em uma mesa próxima. Estava completamente só. O homem chama o garçom e lhe pede para mandar à mulher o Merlot mais caro que tivesse, adivinhando que, se a mulher aceitasse o vinho, se renderia a seus pés.O garçom levou o vinho à mesa da mulher.
- Isto é um presente daquele cavalheiro - disse.
A mulher olha o vinho, com frieza, durante um segundo e decide enviar um bilhete ao homem. Dá ao garçom e este entrega ao destinatário. O bilhete dizia:
"Para que eu aceitasse este vinho, você deveria ter um Mercedes em sua garagem, um milhão de dólares no banco e 20 cm dentro das calças."
Depois de ler o bilhete, o homem decide responder.
Dá um bilhete ao garçom para que ele entregue à mulher. O bilhete dizia:
"Para sua informação, tenho uma Ferrari Testarossa, um BMW 850iL e um Mercedes 560SEL na minha garagem, além disto, tenho em torno de 12 milhões de dólares na minha conta, mas nem por uma mulher bela como você eu cortaria cinco centímetros."

quinta-feira, março 07, 2002

Estou cheio de assuntos para posts, mas vou ter ficar um tempo em casa para escrever, nunca tive tanta coisa para fazer fora de casa, não paro aqui. Amanhã tem escola, piano, coral, médico e no sábado, nove da manhã, tem ensaio de flauta, depois disso talvez eu faça um post descente. Estou sem tempo e muito cansado, dormindo meia-noite e acordando às seis. Passando o dia todo com sono.

Vitor
Os meus posts: Meu amigo Denis e Festinha ganharam prêmio Onsbudman no SHUT-UP and BLOG. Eu não sei o que é Onsbudman, mas é um prêmo e fala de mim.

"Falando mal ou bem, falem de mim"
(Zé Loquinho - O prefeito de Aparecida)

Vitor

quarta-feira, março 06, 2002

Gírias de Pais

Vocês já repararam nas gírias usadas pelos seus pais quando eles vão conversar/debater um assunto sério com você, sejam sermões, perguntas, falar de sexo e etc?

São sempre gírias antigas e em que você para de prestar atenção no papo e pensa na gíria, às vezes segurando para não dar risada, outras vezes você não consegue segurar e solta um risinho maroto e fica sem graça por rir em hora muito imprópria. As gírias que mais escuto são: Bixo (essa é a campeã), Rei-da-Cocada-Preta, Pô-Bixo, Careta, Psicodélico, Chará, Bróder, O-Rei-do-Balucubaco, Pinóia, Nem-vem-que-nu-tem, viro-borsa, Sussega-Leão, etc. (não me leve a mal se você usa alguma dessas gírias, não é que são gírias antigas, mas sim as que eles sabem). Tem mais, mas sempre quando você quer lebrar as coisas elas não vêem a cabeça, só depois, mas deu pro gasto. Eu às vezes uso essas gírias por curtição. Gosto bastante da gíria Pinóia, é muito boa, cabe em muitos momentos e substitui o palavrão ô-caralho de um jeito legal. Não vou ficar debatendo as gírias.

Se você lembra de mais gírias antigas, post no novo Ctrl+Alt+Comente! a baixo.

Vitor ouvindo Mãe - Rego as Plantas da Casa

terça-feira, março 05, 2002

mIRC

Sabe quando não tem ninguém que você conhece no mIRC e chega alguém com um oi?

Vocês já perceberam como é extremamente repetitivo conversar com alguém que você não conhece na internet? A não ser quando se há um assunto a tratar... Mas só por conversar mesmo, é sempre a mesma coisa:

oi
oi
tc de onde?
Aparecida e vc?
Guará
Qtos anos?
16 e vc?
14
Como você é?
...

Isso é muito chato e maçante. Sempre com interesse sexual, querendo arrumar namoro e coisa e tal. Mas...

[...]Pode haver algo de bom nisso. Pergunta-me como? Assim:

Sempre quando rolam esses papos elas perguntam se você tem foto (elas nunca tem). Você manda a pessoa entrar no seu blog e clickar nos arquivos do mês do seu aniversário (dezembro), porque tem um foto sua lá. UaU! Mais uma visita!
Isso pode ser mais do que uma visita, você pode estar mostrando o fantástico mundo dos blogs para a pessoa certa. Você não vai ganhar apenas uma visita, na maioria das vezes, mas talvez visitas diárias (mais pessoas vão ler o que você quer dizer/gritar para o mundo) e talvez haja até uma amizade virtual.

A "pessoa certa" pode não ser a pessoa certa.

Quando você revela o oculto mundo dos blogs para a pessoa (oculto para ela), ela se fascina e resolve que de qualquer maneira quer porque quer fazer um blog e você tem que ensinar. Você ensina aquela pessoa que só sabe ligar o micro e entrar no chat com a maior paciência, amor, carinho e dedicação e nunca mais a pessoa posta ou tecla com você no chat.

As pessoas têm que saber diferenciar o: Eu quero isso! do: Eu estou super empolgado com isso!.

Perde-se o maior tempo e dinheiro por causa da sua internet discada (eu já falei aqui que eu tenho uma inveja aguda de quem tem banda-larga?) e para nunca mais saber da pessoa. Porque que eu apaguei os logs das pessoas que eu ensinei? Eu poderia copiar a Ctrl+Alt+ApostilaFaçaUmBlog para as outras pessoas? E porque eu não salvo as url dos blog dos meus "discípulos"?

Vitor ouvindo A melodia formada por partículas de nuvens condensadas sonorizando ao bater das folhas da goiabeira que vê pela janela

segunda-feira, março 04, 2002

Caju

Talvez um caju seja o próximo layout do Ctrl+Alt+Blog. É o meu novo apelido e o meu novo nick-mIC ([caju]), como o layout do Salsicha foi por causa do apelido...

Ter pintado os meus cabelos de vermelho me rendeu esse apelido, até minha mãe está me chamando de caju. Ela sempre gosta de me chamar pelo modo como os meus amigos me chamam. E eu gosto disso. É legal.

Recomendo que todo mundo pinte seu cabelo de alguma cor diferente. É muito bom ser diferente dos outros, único (pelo menos aqui no interior).

Gostei de Caju, me chamem assim.

Caju
Momento de revolta IV: Merda de FalaSério!

Pô! O FalaSério, está fora do ar já faz um bom tempo e não consigo ver dois comentários que ainda não li. Quando voltar, se voltar, quero ler os comentários e já trocar de sistema. Acho que vou por o mesmo do Trade.

Vitor

domingo, março 03, 2002

Cássia Eller

Ontem passou o espicial da Cássia Eller e hoje reprisaram o Bem Brasil dela de 2000 na TV Cultura. Eu gravei os dois. No espicial de ontem no final foi apresentado um texto maravilhoso.



"Quando o segundo sol chegar para
realinhar a órbita dos planetas,
talvez corrija a rota tomada pela
nave mãe da grande mídia
que depois de tratar
a vida de Cássia Eller com
preconceito, acabou por pré-jugar
sua morte.


Triste sina optar mais pela causa do
que pelo efeito.




Triste sina ter que tudo explicar.


Triste destino quando se sabe que a
causa da morte de Cássia Eller
pode nunca ser explicada.


Mas que tolos são esses.


Ignoram que na verdade os artistas
não morrem.


Apenas estão indo de volta
para casa..."




Vitor ouvindo Cássia Eller

Cego

Estavam ontem, eu e meu tio Adriano, assistindo uma matéria sobre cégos na TV Cultura. Ele solta a frase: "O pior cego é o que quer enchergar". E eu me achando o engraçadinho, piadista da família, solto a frase: "Em terra de cego quem tem um olho é cá-olho". Eperando a reação de risos dele, ele olha sério sério para mim e diz: "Em terra de cegos quem tem um olho é escravo". Analizem a frase e fiquei pensando: "Porra! Não vale! Ela é mais velho do que eu, logo mais experiente e ainda por cima é poeta, não da para concorrer".

Vitor ouvindo Cássia Eller - ECT

sábado, março 02, 2002

Festinha

Ontem fui na festinha de despedida da Taty e detestei! Para começar quando eu entrei tocava Sandy e Junior, depois colocaram um CD da Cássia Eller. UoU! Que diferença! Pra continuar foram garotas que organizaram a festa, não que garotas não organizem bem uma festa, não é isso é que elas só convidaram homens, 90% das pessoas da festa usavam cuecas. Foi pouca gente da sala, a grande maioria nós não conhecíamos. Ficamos (eu e meus colegas-amigos) conversando um pouco lá fora na porta e o irmão do Diogo da minha sala estava fumando, normal, ele é de maior, etc. Mas aí uma colega da minha também resolveu mostrar o hábito maléfico e nojento. Tá, ela fuma, e daí? Deixe-a fumar em paz e longe de mim. Nisso chegou a "promouter" (que chamo só macho e as amigas mais próximas) e para dar uma de BoaZona pediu um trago para a fumante, e deu para perceber claramente que era só para fazer graça, nem fumou de verdade, fingiu horrível e claramente. Porra! Se ela não fumar para que fazer graça? Para alguém colocaria um cigarro na boca só para falar que fuma? Será que ela não acha que isso é uma imagem ruim e não de fódona como ela pensa? O pior da festa foi a brilhante idéia da "promouter" de fazer alguma zoeira com a Taty. Como a Taty gosta de varrer sua casa, ela resolveu vestir a Taty de empregada e tirar uma foto da sua última vergonha aqui no Brasil. Passou batom horrivelmente nela (errou e espalhou pelo rosto inteiro dela, ficou medonho) e pois aquele avental ridículo do R$1,99. Ninguém achou graça, só dava a "promouter" dando risada e todo mundo sério. Mas o que a Taty podia fazer? Foi forçada a ser zoada. Seguram-na a força e vendaram-lhe os olhos para não ver o que estava sendo feito, só viu depois que obra já estava concretizada. Como ela poderia brigar com a amiga "promouter" sem noção? A "promouter" iria ficar completamente arrasada e humilhada, mas quem estava sendo humilhada era a Taty. Depois da zoeira armaram um bailinho, nisso eu fui embora, não gosto de baile, e daquelas músicas eletrônicas. Já estava meio tarde, não ia ter mais busão para vir embora e o meu relógio biológico mandava-me desesperadamente deitar na minha cama. Fui embora e fiquei ouvindo as lamentações do meu amigão Fábio no caminho (Ele foi comigo). As lamentações: "Porra eu gastei cinco conto pra ver minha amiga humilhada. Eu poderia ter comprado uma playboy e vim nessa porra de festa!". Peguei o busão para o centro de Guará e quando fui pegar o para Aparecida, já não tinha mais ônibus. Merda. Ainda bem que eu tenho uma mãe maravilhosa. Liguei para ela e veio me buscar.

Fui ligar com o cartão, esqueci e disquei o número a cobrar, mais uma força dos hábitos de Vitor, usar orelhão a cobrar.

É ruim para quem não bebe cerveja e nem refrigerante ir numa festa dessa, fiquei com sede, mas uma lanchonete e uma garrafinha minalba me salvaram.

Vitor ouvindo Cássia Eller - 15 quando a maré encher

Hoje tem Cássia Eller às dez horas da noite na rede Cultura de televisão.

E amanhã, às 4 ou 6 horas da tarde (não sei bem ao certo) tem super-espicial MAMONAS ASSASSINAS na rede rocord. Pode ser que citem a banda do meu primo, Os Beringelas.

Não percam!

Vitor
ouvindo Bozina de moto... peraí... A PIZZA CHEGOU!!!
"Eu não acredito, mas não duvido"

Frase do sorrrrrr Sérjão de Matemática.

Vitor ouvindo Cássia Eller - Socorro

sexta-feira, março 01, 2002

Dia cheio

De manhã aula, prova de biologia (matéria que eu tenho maior dificuldade), depois do almoço aula de piano, depois da aula de piano aula de coral, cai uma baita chuva que derruba várias árvores daqui da região (do interiorrrrrrr paulista...). Não pude sair da aula de coral por causa da chuva, esperei, a chuva acabar e já eram seis e pouco. Estava de chinelo (realmente BOI, chinelo e chuva não combinam). Leva 40 ou 50 minutos, vir da minha escola de busão para minha casa. Agora chego em casa venho dar uma postadinha e já tenho que ir numa festa de despidida. Uma amiga da turma da escola vai se mudar para o Paraguái, talvez nunca mais nós veremos-a novamente. O pessoal resolveu fazer uma festa para se despidir. E é lá em Guará, na aéronaltica mais precisamente.

Qual quer erro de português nesse post é uma simples ilusão diótica sua.

Vitor ouvindo O Silêncio

Já ficou tão hábito eu escrever Vitor ouvindo que mesmo quando não estou ouvindo nada eu escrevo Vitor ouvindo. Só então vou pensar: "O que eu estou ouvindo mesmo?"

Madalena suas cicatrizes de não-cristo, que pecado se cura com anti-fel

Abra a porta da música que aí não fica apertado o coração. Salve, amigo! Dilemas são o cardápio do desempregado. Samba, gira uma-banda que ...