quinta-feira, maio 30, 2002

Eu ia fazer um layout do Timão e do Pumba, mas consegui contato só com o Timão para ver os direitos autorais e ele impôs a condição de ser tema exclusivo do layout, deixando Pumba de fora. Talvez o próximo seja do Pumba...

E aí? Fico bom?
Vou ver o filme do Aranha

O pessoal da sala organizou uma excursão para o cinema em São José dos Campos, para ver o filme do Aranha. Já é a segunda excursão para o cinema que a gente faz, a primeira foi para ver ao filme do Harry Potter. Ir ao cinema é legal, mas ir com a galera e de excursão ainda... Dessa vez irão mais humanos do que na outra vez, na outra vez alugamos uma towner e agora alugamos uma sprinter, viu como evoluímos?

Partiremos amanhã de manhã.


ai ai...

Zoar na viagem, contar umas piadas, fazer umas palhaçadas, mexer com os outros, criar discussões humorísticas, mostra a bunda na Dutra, dar uns arrotos antes de começar o filme, jogar boliche, se fazer de Jeca quando tiver andando no shoppingui, pegar um monte de canudos e guardanapos do Mac Donalds e trazer de lembrança...

ai ai...

E daí que aqui tem que fazer excursão para ir ao cinema?
Nóis é Jeca, mas nóis é Jóia!

quarta-feira, maio 29, 2002

Um blog novo na minha lista.
E-Mail Novo, De Novo!

Esses dias eu descobri que a uol está permitindo e-mails adicionais. Pensei comigo: "Spams malditos do hotmail nunca mais!". Fiz o e-mail, o cadastrei no Outlook (eu tenho olhar no ícone do outlook para ver como é que escreve -___-") e quando clickei no receber já me aparecem 11 e-mails novos, todos uol-spams. Merda! Porra de mundo capitalista desgraçado! (Nota: vou começar a ler Mark, da coleção Grandes Cientistas Sociais da Editora Ática) Isso só pode ser culpa do governo! (não estou achando mais frases do gênero... hum... lembrei mais uma!) É culpa dos euaenses desgraçados!

Ah sim! Meu novo e-mail é vnbr@uol.com.br, quanta diferença... Manda uma mensagem pra mim aí ô!

terça-feira, maio 28, 2002

Ontem... teve apresentação de flauta e mais toda a galera da escola de música em um colégio da aeronáutica de Guará. Foi muito boa. Todo o público (os alunos e sores) estava contente com a nossa apresentação, afinal, não estavam tendo aulas graças a nós... hehehehe Acho que foi nossa apresentação mais aplaudida e assoviada, teve alguns gritos também.

Na volta que houve algo interessante. Estava no busão, quase que no pára-brisa - eu pego o busão para Aparecida quase que no último ponto de guará, sempre lotado, fiquei lá na ala da terceira idade. Quando chego aqui na rodoviária de Aparecida, que é onde "todos" descem (menos eu), eu ainda me encontrava praticamente encostado no pára-brisa do ônibus, havia um pobre (sem preconceitos?) que deveria estar sem tomar um banho há algum tempo. Senti desprezo por ele quando entrei no buso. Não sei porque. Quando ele foi descer, eu vi que tinha umas muletas encostadas na "parede" ao seu lado, vi que ele era um deficiente físico e não um mendigo que havia conseguido uma corona do motorista. Na hora, sem pensar, por instinto, eu perguntei:

-Quer ajuda? - Ele respondeu:
-Desce as muletas aí para mim - Desci e as encostei do lado de fora do buso - e segura esse saco aqui.
-Tá.

Ele parecia ser um paraplégico, mas tinha uma das pernas, a qual se apoiava, dura e firme, parecia uma prótese. Ele desceu com muito esforço, eu o ajudei a "colocar" as muletas e dei o saco para ele. Ele agradeceu:

-Você sabe que já tem garantido um lugar para você. Deus lhe pague.

Entrei no buso novamente (tudo isso ocorreu na porta da frente do busão) (só eu o ajudei), pois não era meu ponto. Eu fiquei um bom tempo pensando, algumas horas até. Comecei a julgar meus pensamentos e minhas atitudes. Porque no primeiro impacto eu senti desprezo -[um pobre não banhado]- e no outro dever da ajuda -[um deficiente]-? Porque não pensei em ajudar ao pobre não banhado e não senti desprezo pelo deficiente? Porque não quis ajudar ao dois, ao invés de apenas ao deficiente? Refleti bastante e aprendi mais uma lição nessa coisa, a chamada vida.

Dentre tudo, eu penso que o que vale mais são meus atos e não os meus pensamentos. Adiantaria um mundo de apenas pensadores?

Acho que o meu bom ato compensou o meu mau pensamento. Sinto-me muito feliz pelo que fiz e decepcionado pelo que eu pensei.

domingo, maio 26, 2002

MULHER: Se eu morresse você casava outra vez?
MARIDO: Claro que não!
MULHER: Não?! Não por quê?! Não gosta de estar casado?
MARIDO: Claro que gosto!!!
MULHER: Então porque é que não casava de novo?
MARIDO: Esta bem, casava...
MULHER (com um olhar magoado): Casava?
MARIDO: Casava. Só por que foi bom com você...
MULHER: E dormiria com ela na nossa cama?
MARIDO: Onde é que você queria que nós dormíssemos?
MULHER: E substituiria as minhas fotografias por fotografias dela?
MARIDO: É natural que sim...
MULHER: E ela ia usar o meu carro?
MARIDO: Não. Ela não dirige...
MULHER: (silêncio)
MARIDO: Merda...
Fui falar com a Robertabot.com.br
Só algumas partes:

Vitor: Perguntei se é chato ser um monte de bytes.
Roberta: Todos somos de alguma forma, em algum momento, chatos! Tem dias que eu estou realmente muito chatinha, Vitor. Mas fazer o quê, né? Só esperar passar mesmo.

Vitor: Para de apontar esse dedo se não vou dar um alt+F4!
Roberta: Certo, Vitor. Você é que sabe.

Vitor: Você fica presa no computador ou passeia em disquetes às vezes?
Roberta: Presa? Eu? Onde? O ciberespaço é um lugar enorme! eu posso andar por onde quiser... Posso ir à praia, posso sair... Você tinha que conhecer a Realidade Virtual. É o máximo!!!

Vitor: Grande bosta! Não da para cheirar, sentir o gosto, por a mão; só da para ver, ouvir e ficar na vontade.
Roberta: Ah, às vezes eu me sinto sozinha, mas acho que no fundo é bobagem minha! No trabalho estou sempre cheia de gente à minha volta. Em casa, meus amigos sempre aparecem, ou então saímos para a rua. Na verdade, não tenho porque me sentir sozinha. Acho que são algumas nuvens de tristeza que fazem sombra na vida das pessoas. Depois passa. Você gosta de sair com seus amigos, Vitor? Me conta o que você faz para ser divertir...

Vitor: Porque que você fez essa cara de talvez eu faça sexo com você?
Roberta: Iihh, Vitor, eu faço tanta coisa! Eu sou relações públicas da Interbots e isso me toma um tempão. Estou sempre correndo!

Vitor: Deixa eu ver se os caras te programaram para responder perguntas banais. O que é que cai de pé e corre deitado?
Roberta: Xiii....agora você me pegou!

Vitor: Quando joga para cima é branco e quando cai no chão é amarelo. O que é?
Roberta: Eu não sou boa em jogos, a não ser nos games que tem no meu computador. E sou ótima em jogar conversa fora. Hehehehe. Mas sabe, tem gente que joga tudo, até com os sentimentos dos outros...

Vitor: Os caras esqueceram as perguntas mais banais... tsc tsc tsc
Roberta: Ah, eu adoro falar sobre banalidades, futilidades, chame como quiser. Acho que tem hora para falar sobre tudo. Não vejo porque as futilidades ficariam de fora...

Vitor: Já deu o tanto de respostas suficiente para eu colocar no meu blog, até mais!
Roberta: A não, Vitor! É cedo ainda, vamos conversar mais um pouquinho...

Flash before my eyes! Now it's time to die!
Que procedimento médico imbecil você é?



Você estacionou em algum estágio da evolução humana.



Por pouco você não foi...
uma Cirurgia Paranormal | uma Lobotomia | um Exame de Toque Retal | uma Sangria

sábado, maio 25, 2002

Ultrapassagem

Estou voltando do ponto de ônibus para casa e percebo que tem uma pessoa atrás de mim com o passo firme, como é ruim ficar andando atrás de outra pessoa, ela aumenta seu ritmo "passal" (passo) e me ultrapassa. Pensei: "pior que eu também faço isso, sempre ultrapasso quem está na minha frente e acabo andando rápido o resto da jornada para a pessoa ultrapassada não ficar pensando: 'Só aumentou o passo para ficar na minha frente, que cara chato!' ". O cara de hoje não me ultrapassou e foi embora. Voltou ao seu ritmo "passal" normal, que era igual ao meu e ficou ali andando na minha frente. Eu movido pelo desejo de não ter alguém a minha frente o ultrapassei.

Ele ficou surpreso, achou meu ato estranho, não imaginava que eu iria fazer aquilo (será que colocando as palavras "fazer aquilo" em um post irei receber mais visitas dos buscares do google?). Fiquei ali no meu ritmo, na mesma posição de antes ("fazer aquilo"; "posição"...). Ele parecia-me não se conformar, rapidamente acelerou, me cortou quase que correndo e voltou à segunda posição. Eu não poderia deixar aquilo barato. Enviei um comando do meu cérebro para as minhas pernas o ultrapassar. Ele ficou meio... puto, deu um risinho maroto e começou a correr.

Quando vi aquilo, sem mesmo antes pensar, comecei a correr e nós abrimos uma competição acirrada, tínhamos o mesmo nível de corrida, mesmo tamanho de pernas, agilidade, tudo. Não agüentamos correr muito, logo fomos nos cansando. Fomos diminuindo o ritmo lentamente e com muito cuidado para ver se o outro não ficava a frente, o que desempataria a corrida. Cansamos tanto que voltamos a andar, já havia descansando o suficiente nessa nova caminhada para voltar a correr. Olhei para trás, fiz uma cara de surpresa para despertar curiosidade nele e ele se distrair e eu disparar na sua frente.

Deu certo, ele olhou para atrás e ficou procurando, eu enviei mais comandos do cérebro para as minhas pernas e disparei nos mais rápidos passos que minhas magras pernas agüentavam. Quando ele viu que havia disparado, disparou também, mas mesmo assim correndo juntos eu estava uns sete passos a sua frente. Até que... Eu escorreguei na guia da caçada que estava molhada (logo quando fui subir) e caí muito feio, mas não me machuquei muito, apenas alguns ralados em alguns membros. Criei uma raiva tremenda pela chuva que havia caído algumas horas atrás: "Maldita chuva!".

O cara, me vendo no chão, ou melhor, caído naquela possa d'água que tinha que estar ali, na calçada, bem naquela hora, vendo o que acontecera, parou de correr e veio ao meu socorro, pegou no meu braço esquerdo e me ajudou a levantar-me perguntando:

-Você está bem cara?
-Sim, estou. Só alguns arranhões, nada de grave.
-Sério mesmo, tudo bem.
-Tudo. Ainda bem que não rasgou nada da minha roupa.
-hehehehehe
-Moro logo ali, já tiro essa roupa molhada e suja.
-Eu gostaria de te pedir desculpas.
-Mas... porquê?
-Fui eu quem começou com esse negócio de ultrapassagem...
-Eu também faço isso. Às vezes. Mas nunca volto no ritmo normal e fico com a posição inversa a de antes da ultrapassagem, mantenho o ritmo acelerado até chegar ao local de destino.
-Eu só passo e volto ao normal.
-Foi engraçado, não foi?
-Sim, muito!
-Já tenho assunto para pôr no blog hoje.
-Blog? O que é blog?
-Uma espécie de site. Imagine a internet um jornal, meu blog é minha coluna nesse jornal, tipo isso.
-Ah! Legal! Me da o endereço.
-Tenho um papel aqui na mochila com endereço já escrito. Pega aqui para mim que a minha mão está toda suja e ralada.
-cab.blogspot.com....
-Isso! Quando você entrar deixe um comentário para eu saber que você entrou, ok? Qual que é seu nome para eu saber quem você é?
-Juca! Eu não manjo muito de computador, como é que eu faço para por esse comentário?
-É simples. Para cada texto meu tem um link abaixo escrito: "Ctrl+Alt+Comente!". É só clickar e escrever o comentário, super simples. O nome do meu blog é Ctrl+Alt+Blog.
-Bem legal o nome, eu uso muito o comando ctrl+alt+del...
-hehehehehehehehe
-Tem nada em inglês também não, né? Também não manjo muito de inglês.
-Não, tudo em nossa língua. Eu sou um leigo no inglês.
-Legal ter conhecido você... é... o...
-Vitor!
-Legal conhecer você Vitor. Fim de semana eu entro no seu site e deixo o tal comentário.
-Ok. Até mais Juca! A gente se vê.
-Até Vitão! Falou!

Vitor ouvindo Tubaína - Bauru × BigMac

sexta-feira, maio 24, 2002

Nota: Os Nóias estão na blogspot.
Não quero que isso seja verdade!

A Blogger vai cancelar os blogs menos visitados! Saiu no cocadaboa.

»Blogs com poucas visitas serão cancelados


De acordo com a agência de notícias Reuters, grande parte dos chamados "blogueiros" vai levar um duro golpe. Evan Williams, fundador e CEO do Blogger, declarou nesta semana que vai cancelar a conta de milhares de usuários de sua ferramenta. O motivo é que o número de blogs inscritos no Blogger superou em muito as expectativas da empresa. O critério para o desligamento ou a manutenção dos blogs será o número de visitas de cada página. "Teremos que medir o acesso a cada um dos blogs e cancelar os que são mais ignorados. Não tivemos escolha, mas nossa atitude não é tão condenável quanto se pode pensar. O sistema de aferição de público cativo já usado há anos no mercado da TV, com pesquisas de audiência. Os melhores programas ficam no ar. Os piores saem", disse Williams. A estimativa é que apenas 10% dos blogs sobrevivam aos cortes.

Especialistas em marketing de companhias da Internet ouvidas pela Reuters confirmaram que já sabiam da medida do Blogger. "Achamos que a iniciativa do Blogger é muito boa. A maioria dos blogs são visitados apenas por um grupinho de amigos do autor da página. Muitos deles só falam bobagens, narrando seu dia-a-dia e frustrações com a vida", revelou Chris Henderson, diretor de marketing da Terra Lycos. "Com essa limpa, vai ficar mais fácil estudarmos possíveis alvos para abrigar banners", completou o publicitário.

Fontes anônimas asseguram que outras companhias do ramo já estão se preparando para adotar as mesmas medidas do Blogger. Entre as empresas está a brasileira Weblogger, que deve fazer um corte ainda mais brusco que seu concorrente americano. Representantes da Weblogger não foram encontrados para dar seu depoimento.


Dapraacreditá?

quarta-feira, maio 22, 2002

Uma Orquestra Sinfônica em Aparecida do Norte

Quem diria que um dia eu teria a oportunidade de presenciar a apresentação de uma orquestra sinfônica aqui ao lado de casa, na Basílica.
Entrando na igreja, já me encontrava super ansioso, queria ver os instrumentos, os músicos os afinando, os câmeras se posicionando buscando os melhores ângulos, queria um bom lugar para apreciar tal espetáculo, queria saber quais peças seriam executadas e que horas que iria começar para não ficar no: "Será que agora?".
Adivinha quem foi apresentar a Orquestra Sinfônica da Rádio e Televisão Cultura?
O cara do X-Tudo. Lembra aquele que fazia as receitas? Que agora está trabalhando no Movix... Apresentou direitinho, muito "gente boa".
O evento de hoje foi mais uma parte projeto pedagógico, em conjunto com a Secretaria de Educação do Estado, de levar a música à educação estadual. A Orquestra veio à basílica e a Secretaria de Educação patrocinou o transporte, organização, tudo que precisava. A igreja ficou lotada em três dos quatro "corredores". O estacionamento cheio de ônibus vindos das mais distantes regiões do Estado.
De início a orquestra apresentou uma abertura, obra de um compositor erudito brasileiro.
E logo após uma das músicas que não morreria sem ouvir uma execução ao vivo. As Quatro Estações de Vivaldi. Nossa... $#*&#% (insira um "puta que pariu" formal). Ô música do diacho, muito muito muito "fodíssima". Pena não ter a apresentado completamente, executou-se só a Primavera.
Tocaram algumas peças famosas, e por fim uma adaptação para orquestra de várias músicas do Mestre Gonzaga unidas em uma só.
A orquestra, em seu maior público, foi aplaudida de pé até alguém anunciar no microfone que trariam a imagem da santa para uma "rézinha básica", claro que outras palavras...

terça-feira, maio 21, 2002

Estréia de "O Ataque dos Clones" desbanca "Homem-Aranha" nos EUA
da France Presse, em Los Angeles

O filme "Guerra nas Estrelas - Episódio 2: O Ataque dos Clones", ficou em primeiro lugar na bilheteria americana no último final de semana, tirando "Homem-Aranha" da liderança. Os dados definitivos sobre as bilheterias dos cinemas americanos no fim de semana foram divulgados ontem pela empresa Exhibitor Relations.

Dirigido por George Lucas e estrelado por Ewan McGregor, Natalie Portman e Hayden Christensen, "O Ataque dos Clones" arrecadou US$ 80 milhões entre sexta-feira e domingo, tornando-se a terceira maior arrecadação de bilheteria em um final de semana de estréia.

Considerando também a arrecadação do dia da estréia do filme nos EUA e no Canadá, dia 16, quinta-feira, o faturamento de "Ataque dos Clones" chega a US$ 110,1 milhões.

"Homem-Aranha", que já arrecadou US$ 285,5 milhões nos EUA e Canadá desde a estréia, e está em cartaz há três semanas, detém o recorde de maior arrecadação durante a estréia, com US$ 114,8 milhões entre sexta-feira e domingo.

Líder da bilheteria por duas semanas consecutivas, "Homem-Aranha" arrecadou US$ 45 milhões no último final de semana, ficando em segundo lugar nas bilheterias.

Controlcezado e controlvezado da Folha OnLine

Mudar é bom!

segunda-feira, maio 20, 2002

O novo Ford Tauros

Tive que tirar a imagem do post, agora tem que clickar para ver. Por causa da modificação que fez na tabela dos posts do novo layout.

-[Os créditos desse post são da Lílian que me mandou a imagem por e-mail. Obrigado Lílian!]-

domingo, maio 19, 2002



Estamos com um blog novo na ar. O http://27cm.blogspot.com


Se você fizer algum tipo de propaganda do 27cm e nos avisar, você ganha um link no menu Ajudaram. Por mais tosco que seu blog seja... Que tal? -[pode pegar essa imagem]-

Nota: Eu sou o Pilar do Dragão Celestial

Será que vai dar certo essa porra?
Fotos do aeroporto de St. Marteen

Os aviões impressionam a todos os banhistas que estão na praia, onde passam segundos antes de tocar a pista do aeroporto Princess Juliana. Paraíso para banhistas que desfrutam de uma bela praia tropical, e para os fanáticos da aviação que ficam horas e horas observando as rasantes dos gigantescos aviões comerciais...



sábado, maio 18, 2002

Mais um blog na minha lista.
post11»
Hoje é dia 18 de Maio de 2002

Hoje só falta um ponto para cair e acho que só não caiu ainda porque o nó ficou preso para dentro da pele com a cicatrização. Meu testículo está bem menor do que antes, mas ainda tem variação de tamanho. Está meio inchado, o médico disse que vai demorar um pouco para desinchar. Se você é homem, ou melhor, se você tem um testículo coloque a mão nele e tente achar a sua ligação. Ele não é solto no saco escrotal, tem algo, uma veia, sei lá, que o prende. Achou? É essa a parte que está inchada. E vem diminuindo muito lentamente. Mas isso não me atrapalha em nada. Já estou me masturbando normalmente. A primeira vez após a operação foi a melhor do ano, estava numa secura só, foi rapidinha, mas aliviou muito.
Gostaria de agradecer a todos que se preocuparam, todos que vieram me visitar, todos vocês leram isso e todos que eu esqueci.

Nota: Estou usando uma saqueira, meu saco não podia, não sei se já pode, ficar pendurado, tinha, ou tem, que ter um apoio por baixo.
Caso você esteja curioso/a para saber como é uma saqueira... é o seguinte: um elástico que fica na sua cintura, na altura da cueca, com uma espécie de faixa que sai um ponto e liga-se a um outro uns... deixa eu ver... uns quatro dedos meio abertos na outra parte do elástico, passando debaixo do saco e o levantando um pouco, é super confortável. Na capa vem um jogador de futebol. É que ela deixa seus movimentos mais livres é usada por alguns esportistas.

-FIM-
post10»
Hoje é dia 18 de Maio de 2002

A saída do hospital foi bem desinteressante, eu já estava andando, ia ao banheiro, fazia aquele negócio, o chamado cocô, já dava para ficar em casa. O que mais me deixava com cara de doente era o maldito sorinho desgraçado. Vim para casa de carro com a mamãe. Já disse que ter mãe e pai é a melhor coisa do mundo? Estar em casa foi ótimo. Bem melhor e mais à-vontade, e ainda mais com os privilégios que um membro de família unida tem quando está em recuperação de operação ou doença. É só pedir e...
Quando estava em casa, tive uma recaída, uma boa recaída. Minha barriga doía uma dor que não me deixava esticar a coluna, tinha que ficar entre a posição de sentado, e com os joelhos no peito (e que peitoral, heim? Todo trincado e definido; pelas costelas, mas é trincado e definido). Fui ao meu médico e descobri que estava com gastrite (talvez por isso alguns arrotos vindos do nada). O remédio que ele me deu me fez muito mal. Foi cancelado imediatamente. Me provocou uma gastrite acompanha de 39,5 de febre.

continua...

sexta-feira, maio 17, 2002

Eu cansei de escrever essa novela sobre a operação, as coisas que eu queria falar já foram ditas. Bom... nem todas.
Na verdade eu acho que estou mesmo é com preguiça de relembrar tudo novamente para fazer a continuação. Isso que vocês estão lendo eu já havia escrito logo após a operação, continuar agora fica estranho para eu escrever. Faz tanto tempo que não volto meu pensamento para a cirurgia. Mas eu não vou encerrar por aqui, como toda história, tem que ter um final, mas a continuação que eu farei agora não será como os post anteriores, será bem resumida com o objetivo de encerrar logo a Ctrl+Alt+Novela.


»post 9»
Hoje é dia 17 de maio de 2002

Depois do episódio da sonda, eu só progredi no hospital, e em uma boa velocidade. Eu não estava firme e forte; e até hoje sinto que não estou 100%, às vezes eu dou uma tonteada, me da uma fraqueza e a vista embaralha; mas já andava. O que eu preciso mesmo é de exercícios físicos, mas o único exercício físico que eu fazia, e já dava para manter a forma (forma esquelética, mas não deixa de ser uma forma. AH! Vocês entenderam o que eu quis dizer) era andar de patins. O médico, Dr. Vitório, disse que só poderei andar nos meus patins novamente depois do retorno ao seu consultório, dia 12 de junho. Como andar de roller é uma necessidade para mim, já dei umas voltinhas, aqui em casa mesmo, escondido, não comente com os meus pais.

continua...
Flink & Cia está no blogspot. http://flink.blogspot.com

quarta-feira, maio 15, 2002

post 8»
Quinta-Feira, 9:30am, Um dia depois - A Sonda FDP

Nunca mais eu uso uma sonda! Ontem à noite eu estava urinando com a sonda, mas não saía por ela, saía fora do caninho. Estava até usando o papagaio, aquele piniquinho fechado que tem um lugar para por o pênis, dá para se aliviar mesmo deitado, super útil. O apelidei carinhosamente de Loro José, sim, eu urinei no Loro José, eu sou mau! Quando estava dormindo deu outro problema na sonda, que futuramente eu viria saber que ela só tinha saído metade para fora, a ponta dela ficou entre a minha bexiga e meu pênis. E além ter saído do lugar e estar doendo muito, ela impediu a passagem da urina. Isso fez com que minha bexiga ficasse enchendo, enchendo e enchendo e eu não agüentava mais, chorei de dor durante o Jornal da Globo, o da Ana Paula Padrão, inteiro. Até que minha bexiga ia explodir de tanta pressão e a sonda rendeu-se, urinei tudo que tinha para urinar e mais a sonda. Foi embora aquela coisa. Na rota noturna dos enfermeiros eles viram que eu tinha virado uma ilha em um mar de xixi e me trocaram, me deram um banho de pano molhado, trocaram a roupa de cama e tudo mais. Não vi nada direito, nessa hora estava meio dormindo.

Saquinhos de soro introduzidos na corrente sanguínea: 3
Xixi na cama: Uma vez
Pêlos pubianos restantes: Nenhum
Injeções: 3, duas picadas de abelhas africanas e uma chifrada de rinoceronte na coluna.

Nota: Não era para haver nota nesse post.

terça-feira, maio 14, 2002

Vai ver qual parte do meu blog o Trade pegou para por em seus "imagens-links".
post 7»
Mesma Quarta, 19:30 - o Dia D

Ter um colega de quarto que operou a garganta não muito legal. Ele não pode falar, mas suas visitas falavam com ele e por expressões que ele faz dão sinais de sim e de não. O nome do cara é Olisses (Agora estou na dúvida. Seria Olices), não poderia haver nome mais perfeito para tal pessoa. O cara é monstruosamente grande, mal cabe naquela caminha (para ele é caminha) de hospital, não acha uma posição confortável. Não queria estar no lugar dele. Ele tem uma cara super simpática. O vi passar altos bocados na sala de espera para sirurgia cirurgia -[depois que é operado você volta para aquela sala e espera até arrumarem um quarto para você]-. A garganta, ou boca, ou local por ali perto estava sangrando e sempre engasgava com o sangue, tinha uma enfermeira que ficava sugando o sangue com um caninho parecido com um de dentista, se não o mesmo, e o aliviava. No quarto, de tarde, ele estava incomodado e fez um sinal apontando a boca e tentava falar algo, mas não dava para entender; eu sabia o que era, queria que sugassem a sua incômoda secreção, o enfermeiro e suas visitas (mãe e esposa) não entendiam, eu estava meio que dormindo e falei quando perguntaram para ele o que queria: "Sugar!". Como o enfermeiro não dispunha de um aparelho sugador, deitou Olisses de lado e assim ele pode cuspir fora o grande incomodo.

Agora vou ver se durmo um pouco.

Preenchimento do estômago com comida: 100% (Acabei de jantar)
Saquinhos de soro introduzidos na corrente sanguínea: 2
Pêlos pubianos restantes: Nenhum
Injeções: 3, duas picadas de abelhas africanas e uma chifrada de rinoceronte na coluna.

Nota: Foi Ótimo almoçar, lancha e jantar. Nem lembro se a comida estava boa ou ruim, era uma máquina de comer.

segunda-feira, maio 13, 2002

post 6»
Mesma Quarta, 11:45 da manhã, o Dia D - A operação.

A cirurgia (ou seria operação?) deve ter sido um sucesso. Já estou no quarto. O médico chegou na sala de operação (ou seria cirurgia?) e eu já não me mexia da metade do abdômen para baixo e não sentia nada também, super estranho. "Como é que cê tá?", ele me perguntou, e eu respondi: "Com fome, muita fome". A ajudante dele me avisou: "Eu vou por uma sonda em você, um caninho que entra pela ponta do pênis e vai a bixig...", foi interrompida por mim: "Eu sei o que é uma sonda! Já que tem que por mesmo...". Não senti nada e também não vi nada. Eles colocam um tapa cirurgia na sua frente, você não pode ver nada. Acho que se eu visse eu sentiria dor. Agora estou aqui na cama do canto, no meu quarto tem mais um paciente (cama do centro). Eu com um soro pingando e com uma sonda no pinto acompanhada de um saquinho de xixi pendurado na cama, nojento. Meu colega de quarto deve ter uns 30 anos que fez três cirurgias, na garganta, no nariz e não sei onde é a outra, mas é por ali por perto. Sua esposa e sua mãe estão de visita no quarto. Minha mãe também está de visita no quarto, veio junto com a maca, quando a porta do elevador se abril lá estava a Dona Mãe do Vitor o esperando.

Preenchimento do estômago com comida: 8% (eu sobrevivo?)
Sinais claros de fone: "-Tô com muita, mas realmente muita fome mesmo. Eu preciso comer!"
Pêlos pubianos restantes: Nenhum
Injeções: 3, duas picadas de abelhas africanas e uma chifrada de rinoceronte na coluna.

Nota: Ter Mãe e Pai é a melhor coisa no mundo.
Nota 2: No meu quarto têm 50% de uma TV, um armário e um frigobar.
Nota da Nota 2: 50% de uma TV, porque não tinha controle remoto.
Nota 3: O médico não fez a piadinha: "Mais um caso de mudança de sexo?", o comercial não estava no ar ainda. Ainda bem, eu me apavoraria, já pensou? Eu não ia poder fazer nada anestesiado e com os braços amarrados, ia dar narizadas em todo mundo?

domingo, maio 12, 2002

Ontem eu comprei a minha planta carnívora! Quando comprei estava junto com meu irmão; estava sem idéia para o nome e perguntei a ele se tinha algum em mente, ele espontaneamente respondeu:
-Nhac Nhoc Come Tudo!
Ficou batizada assim.
Estou realizando quase todos os desejos da adolescência. Agora só falta aprender a dirigir e perder a virgindade. Se alguém quiser me ajudar...
post 5»
Mesma Quarta, 10:30 da manhã, o Dia D

A sala de espera para a sirurgia cirurgia é a pior, você fica naquela "maca" (cama móvel) aflito e sem saber quando será a sua vez. Fica observando o pessoal que já foi operado, os anestesiados, e sabe que você estará na lista dentro em breve. De repente pegam sua cama e a conduzem para a sala de operação. Fiquei já espantado com o holofote (o Word diz que é com h) que tinha a cima da mesa/cama/maca de cirurgia, era realmente grande, bem no estilão Platão médico. Pulei de uma cama para a outra e vamos ao sorinho. "Me dá seu braço esquerdo e fecha a mão" me disse a enfermeira. Eu detesto injeção, mas tinha que ser forte; fechei a mão e dei o braço para moça. Pronto logo senti aquela picada fria. Tentei desviar o meu pensamento na hora, mas me veio a mente um ataque de abelhas africanas assassinas. Não adiantou nada. Ela colocou o soro e não estava pingando. Ela deu uma avaliada e disse: "Esse é um daqueles com problema", mas como assim um daqueles com problema? Como um hospital pode ter instrumentos com problemas? Ela me disse que tinha que pegar outra veia e dessa vez verificou o "instrumento de pingamento de soro na veia" antes de por metade dele dentro do meu braço. E lá vem o pensamento nas abelhas africano assassinas. Depois que já estava pingando direitinho veio o médico da anestesia. Falava em nordestino para fazer graça, talvez alguma enfermeira fosse nordestina, mas era tão sem graça que qualquer riso obtido por ele era para não o deixar constrangido. Me preparou para a aplicação. Fiquei sentado bem corcunda na mesa, ele me disse: "Não pule e não se mova!", mas o que ele vai enfiar na minha coluna para me dizer isso? Meu pensamento visualizava um ataque de um rinoceronte (sim, com chifre). Ele aplicou a injeção na minha coluna e eu suportei a dor direitinho sem me mexer. Agora estou esperando o médico da operação chegar, Dr. Vitório. Vou lhe propor uma dupla sertaneja, hehehehe...

Preenchimento do estômago com comida: 20%
Sinais claros de fome: "-Tô com muita, mas muita fome mesmo!"
Pêlos pubianos restantes: Nenhum
Injeções: Três, duas picadas de abelhas africanas assassinas e uma chifrada de rinoceronte na coluna.
Esclarecimento: Sim, eu exagerei um pouquinho.

Nota: Não vou propor a dupla.

quarta-feira, maio 08, 2002

post 4»
Mesma Quarta, 9:50 da manhã - o Dia D

O cara que fez é muito gente boa. Esqueci o nome dele. Tricotomia não é legal não! Raspa-se começando três dedos abaixo do umbigo, atinge toda a virilha e até embaixo do saco escrotal - para por aí seus putos! Horrível. O cara põe aquela luva de médico (que da para fazer teta de vaca, sabe?), coloca uma nova lâmina no barbiador, manda arria as calças, joga um pouco de água e sabão e começa o serviço. Fiquei deitado na "cama" eu não olhava para a obra em andamento, não tinha coragem, não sei por qual motivo. O enfermeiro reclamou uma três vezes: "-Cê tem pêlo para caralho!" e eu respondi a suas três reclamações: "-Literalmente". Chegou uma hora que ele foi lavar os instrumentos e eu levantei as costas para olhar, fiquei deitado apoiado nos cotovelos, não havia sido raspo (ou seria raspado?) nem 40% de tudo que deveria ser eliminado. Houve uma hora que eu fiquei até com medo, pensei: "Será que estou começando a ter uma ereção? O cara vai pensar que eu sou guei", mas antes de concluir o meu pensamento ele já espremeu o paninho cheio de sabão e água que estava super gelada, deletando qualquer possibilidade de haver uma ereção naquela hora, houve uma ereção ao contrário após isso, ficou no tamanho mínimo, 27cm - ehehehe brincadeira.
Agora fui trazido para a sala de espera para a sirurgia cirurgia. Vim em uma daquelas camas de Plantão Médico, é bem estranho você ser o cara da cama, você só enxerga o teto e as paredes do meio para cima, elas passam rápido e quando entra no elevador é mais estranho ainda, você já andou de elevador deitado? Suponho que não.

Preenchimento do estômago com comida: 30%
Sinais claros de fome: "-Tô com muita fome"
Pêlos pubianos restantes: Nenhum

Nota: A tricotomia durou uma hora, tempo recorde no hospital. (Descendente de portugueses)
Nota 2: A piadinha do 27cm foi horrível.

terça-feira, maio 07, 2002

post 3»
Mesmo dia, 9 e alguma coisa da manhã - o Dia D

Mudamos de sala de espera, e agora vou ter que fazer uma tricotomia. Há dez minutos atrás não fazia idéia de o que era isso. Vão raspar todos os pêlos em volta do Pilar do Dragão Celestial. Oh! Meu Deus!
As enfermeiras bonitinhas não querem de jeito algum fazer o trabalho, dizem que em moço ou em idoso é constrangedor. Estão vendo se arrumam um enfermeiro. Acho que será melhor assim, vou perder de uma enfermeira bonita e boa (para não falar gostosa) mexer nos meus negócios, mas não corro o risco de ter uma ereção, o que deixaria a moça encabulada e eu já me tornaria o paciente tarado do Hospital Frei Galvão, seria apelidado de O Maníaco do Galvão. Horrível. Opa! O enfermeiro chegou, lá vou eu.

Preenchimento do estômago com comida: 40%
Sinais claros de fome: "Tô com fome" (agora com cara de filhote de cachorro abandonado)
Pêlos pubianos restantes: Todos

Nota: Pilar do Dragão Celestial é o modo carinhoso como apelidei meu pênis, antes era precioso, mas não estava combinando.

segunda-feira, maio 06, 2002

post 2»
Quarta-feira, 24 de Abril, 6 e alguma coisa da manhã - Dia D

Minha mãe me chamou um pouco mais cedo do que o necessário (como sempre), cinco e meia da manhã. Eu não levo o mesmo tempo dela para me arrumar, em dez minutos estou pronto. Tudo preparado. Seguimos para o hospital. Nem parecia que eu estava indo para uma operação no testículo esquerdo. Só agora estou pensando: "Porra! Eles vão mexer na minha bola, eu vou precisar dela, quero filhos futuramente. Será que vai afetar o pilar?". Quando chegamos no hospital fui logo para a cadeira de espera e minha mãe foi no balcão resolver a papelada da internação, seguro saúde e essas coisas.
Formiga é uma praga mesmo, até nos hospitais elas estão. O hospital tem 18 cadeiras de espera e apenas duas revistas com capas noticiando que o homem chegou na lua e a "nova" onda da moda, cabelão black-power e causa boca de sino - discoteca.

Preenchimento do estômago com comida: 60% (eu dirijo como Airthon a comida)
Sinais claros de fome: "To com fome"

Nota: "eu dirijo como Airthon a comida" foi horrível.

domingo, maio 05, 2002

post 1»
Terça-feira, 23 de Abril, Dez da Noite - Dia Anterior

Apresentação de flauta na Universidade Salesiana de Lorena (UNISAL). Só posso comer até às 8:00pm, tenho que estar de gejum jejum para a cirurgia, ou seria uma operação? Nos (é um grupo de flautas doce) apresentamos por volta de sete horas pm e não precisamos ficar para a palestra sobre a violência que estávamos "abrindo". Ganhamos um "jantar". Eram umas 7:45pm quando saímos da universidade e fomos rumo ao rango restaurante. Não havíamos ganhado um jantar como eu pensava, eu estava esperando um mata-fome caprichado de arroz-feijão, achei que seria self-service. Ganhamos dois bolos, um salgado e um doce. Meu objetivo de empanturrar-me até às oito e meia para não passar fome no hospital não poderia ser concretizado, os bolos acabaram, mas como sou um cara prevenido, havia esquecido, por sorte, uma maçã na mochila. Comi o bastante que eu precisava.

Preenchimento do estômago com comida: 100%

Nota: Eu vou gostar de estar numa universidade, todas as garotas já estarão formadas, se é que me entendem...

sábado, maio 04, 2002

Tatiana Ferreira - Importante

Ola...

Meu nome é Tatiana, sou de Sao Paulo e tenho apenas 19 aninhos. Meu sonho de infância, era posar nua para um site pornográfico ou posar para uma revista masculina. Felizmente consegui realizar este sonho... Agora venho atraves deste e-mail para te convidar a acessar minhas fotos.

Para isso, basta entrar no maior portal pornográfico brasileiro
especializado em Universitarias - não vou fazer propá do site

Beijinhos...

Taty

Spams....

Já recebi: Gabriela, Tatiana, Dani, Adréa e Carol. E a Fernandinha, é claro.[Lembrada pelo RockSteady]

sexta-feira, maio 03, 2002

Eu vou explicar porque fiquei fora. Estou escrevendo um "livro" explicativo.
Como ficou o "novo" layout? Mudei quase nada. Letra no tamanho 2, fundo branco, um monte de tabelas...

Livro com uma mão não dá

Ler segurando o livro com apenas uma das mão não dá. É como fazer sexo ativo sem ter as duas mãos na parceira, não dá. E uma mão escondida s...