Guia ocupada

Eu já postei aqui que eu adoro andar sobre guias de calçadas quando vou e volto do busão até em casa. Tem uma guia, paralela a linha do trem, que é uma delícia para se andar. Ela é sem calçada. Não bem sem calçada na verdade. É que não fizeram a calçada e só tem uma trilha estreita entre a guia e a grade que cerca a ferrovia. É de grama e mais baixa que a guia, o que deixa a guia mais alta e especial para se equilibrar sobre ela.

O motivo do post é que eu não posso mais andar sobre essa guia legal!
=[

Ela foi tomada. É território privado agora. Vê se pode, tomaram uma guia de calçada! Aconteceu na última segunda-feira voltando da casa da AD. Já era tarde da noite, umas 11hrs. Eu vinha normalmente no meu caminhar tranqüilo pela rua rumo ao meu querido sofá. Chegando perto de casa vou subir na minha guia predileta - tudo se encontrava em perfeito estado para isso - com o pé já no alto sou forçado a recuar. Uma formiga muito brava grita comigo cuspindo uma folhinha que estava na boca:

-EI! O QUE VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?

Como a Tati da escolinha do professor Raimundo que foi para o fantástico eu disse boquiaberto:

-Ham?! - e pensei alto em estado de uau: "Uma formiga que fala!"

-É! Eu falo mesmo! E você está pensando que só porque é grandalhão pode matar seres menores que você com esse seu pé horrível? É? Está muito enganado, vem cá que eu te mostro uma coisa... - respondeu a formiga antes que eu pudesse pôr de volta o pé no chão.

Toda a fila que traçava a calçada parou átona, suas companheiras pareciam descrer de sua atitude. Em meio à multidão parada só se via uma formiga vindo a toda velocidade na direção da formiga revoltada. Que logo chegou com a bronca:

-Você é louca? Tem idéia do que está fazendo? Com quem está mexendo? Se ele se revoltar contra a gente poderá ser um massacre e a culpa será sua! Não sabe a responsabilidade que tem!

-Acontece que se eu não tivesse o interrompido teria sido exatamente isso que teria acontecido. Andaria por aqui e teria nos massacrado.

-Mas e se ele não se saciar matando apenas os que estão aqui por seu caminho e for atrás da Rainha que é provavelmente o que irá acontecer se ele se irritar? Destruir todo o formigueiro, os bebês, tudo? Esses seres são maldosos. A Rainha é sua mãe e todos somos seus irmãos, não tem sentimento? Continuar o trabalho como todos é melhor a se fazer. Só que agora é tarde e não sabemos qual será a reação dele. Espero que você não tenha causado a nossa desgraça.

-Só que isso não pode continuar assim! Os poucos amigos que eu tinha foram mortos da mesma forma que eu teria morrido agora. Alguém tem que fazer alguma coisa e eu tomei a atitude! Não sabia que poderia causa tal desgraça como disse, mas tive a coragem de ao menos fazer o que achava certo e...

Tum! Uma formiga maior que chegara dá paulada na formiga falante que desmaia.

Deu-me vontade de esmagar essa da paulada, havia simpatizado com a revoltada, mas não conseguia participar da situação. Apenas assistia a tudo. Essa nova formiga que chegara mandou a da bronca levar a desmaiada para a área psiquiátrica do formigueiro (claro! Para onde mais? Ela tinha que entrar no sistema) e as outras fugirem se espalhando pela grama aproveitando que eu ainda não fizera nada. Em 3 segundos não se via mais formiga alguma.

Meio atordoado segui para casa, mas sem andar pela guia não tive a vontade. Cheguei em casa e só fiquei pensando no ocorrido.

Mal sabia eu que o destino me colocaria novamente frente à formiga revoltada.
Continua...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais