segunda-feira, maio 31, 2004

Sonho

O professor de história falou na aula que os terroristas não estão nem aí se vão morrer ou não, porque vão ter 200 virgens esperando por cada um deles no paraíso.

Com esse tempo de "chuva para sempre", foi inevitável não dormir hoje de tarde; e sonhei.

Sonhei que tinha morrido. Como ainda não transei, tinha virado anjinho como o povo fala. Mas tinha virado um anjo bonito: alto, moreno, músculos, olho claro e nada de aparelho nos dentes. Quando eu lembrei das 200 virgens, estampou-se um sorriso gigantesco no meu rosto hollywoodiando! Fiquei a mil. Tinha chegado a hora de saber como é esse negócio de penetração: fundir o seu corpo com o de outra pessoa e atingir o tão desejado nirvana carnal: UoU!

Estava voando a toda velocidade para aquela nuvem, que não desgrudava os olhos. Já podia ouvir os risos das meninas ansiosas pela minha chegada. Nunca tinha me visto tão feliz. Mas parei subitamente: "Peraí! Anjo não tem sexo". Olhei para baixo, para o dito cujo e eu não o tinha. Estava que nem boneca da barbie: liso; sem o Pilar do Dragão Celestial, sem O Precioso. Oh meu Deus!

Entrei em desespero e comecei a cair. Acordei dando tapas e chutes no colchão como se eu estivesse realmente caindo. Foi uma bosta.

domingo, maio 30, 2004

O Primo Basílio

Faltam 12 páginas, pessoal!!

Repararam que o final do post de baixo foi editado? Ficou melhor assim. Nem eu estava entendendo direito o que estava querendo dizer. Caso queiram ver o primeiro post do Vitor - Um condutor em formação click aqui e vá no primeiro post, lá embaixo -- apertem end no teclado (fica em cima das setinhas).

Ótima semanas para todos. A minha será (nada mais de Primo Basílio por um bom tempo! \o/)

sexta-feira, maio 28, 2004

Vitor - Um condutor em formação - parte II

[editado]-parte em negrito
Bem na hora marcada estava na esquina da minha casa esperando o meu professor vesgo chegar no carro adesivado da auto-escola. Já estava todo preparado: como não tinha achado o olho certo dele, decidi que quando fossemos nos falar olharia para o nariz. Aí não tinha erro! O nariz é o canal!

5 minutos, 10 minutos, 20 e cinco minutos... Nada! Resolvi entrar em casa e telefonar para a MotorSport (minha auto-escola) para ver o que estava acontecendo. Mas, antes que eu pudesse dar o primeiro passo, ouvi o sininho do trem e vi a cancela baixando bem na frente meu primeiro carro a ser dirigido. Gritei: NÃO! Comentei: Bosta.

Vai ver o trem é curto - pensei. "Caraca! três locomotivas para puxar os vagões! Eu também te odeio, Senhor Deus!" Logo pedi desculpas pela exaltação com Vossa Divindade e, o quê mais podia fazer, pus-me a contar os vagões. Passaram exatamente 60 vagões a minha frente! Puxa, não queremos vagões para esperar! Queremos vagões para estacionar!

quarta-feira, maio 26, 2004

E-mail do Vitor

Re: O Bosque

Estou lendo os seus e-mails, minha cara. =] Esse em especial me chamou muito a atenção. É tão gostoso ouvir coisas assim. Nos faz um bem danado muitas vezes. É curioso pensar que nós mesmos fazemos isso conosco de vez em quando. Seguimos por caminhos mais fácies ao invés de encarar alguma coisa só porque elas podem nos cansar, porque pode ser menos confortável e porque pode exigir alguma mudança ou esforço da nossa parte.

Acredito que seja aí, quando nos mantemos onde já estamos acomodados, que brecamos um pouco a nossa vida. Ela que quer seguir em frente e pede um pouco da gente para isso. Não deveríamos nos regar com tanta freqüência como temos feito, não deveríamos desviar de algumas estapeadas de jornal que não vão deixar de existir por causa dessas nossas fugas, simplesmente elas vão ficar em algum canto por aí e tentarão novamente nos atingir na primeira possibilidade que tiverem. É bom tirar o pé desse breque e aprender a dirigir um pouco mais veloz na estrada da vida, pois algum dia poderemos estar sendo seguidos e não saberemos deixar essa tormenta para trás, poderemos nos deparar com uma enorme carreta na nossa frente e não teremos habilidade o suficiente para evitar a colisão. Muito obrigado minha amiga.

Um grande beijo, Gláucia!
Vitor

E-mail da Gláucia

O Bosque

Tempos atrás, eu era vizinho de um médico, cujo "hobby" era plantar árvores no enorme quintal de sua casa. Às vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar árvores e mais árvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto, era o fato de que ele jamais regava as mudas que plantava. Passei a notar, depois de algum tempo, que suas árvores estavam demorando muito para crescer. Num certo dia resolvi então me aproximar do médico e perguntei se ele não tinha receio de que as árvores não crescessem, pois percebia que ele nunca as regava. Foi quando, com um ar orgulhoso, ele me escreveu sua fantástica teoria. Disse-me que, se regasse suas plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima.

Como ele não as regava, as árvores demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a migrar para o fundo, em busca da água e das várias fontes nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo. Assim, segundo ele, as árvores teriam raízes profundas e seriam mais resistentes às intempéries. Disse-me ainda que, freqüentemente dava uma palmadinha nas suas árvores, com um jornal enrolado, e que fazia isso para que se mantivessem sempre acordadas e atentas. Logo depois, eu fui morar em outro país, e nunca mais o encontrei.

Vários anos depois, ao retornar do exterior, fui dar uma olhada na minha antiga residência. Ao aproximar-me, notei um bosque que não havia antes. Meu antigo vizinho havia realizado seu sonho! O curioso é que aquele era um dia de um vento muito forte e gelado, em que as árvores da rua estavam arqueadas, como se não estivessem resistindo ao rigor do inverno.

Entretanto, ao aproximar-me do quintal do médico, notei como estavam sólidas as suas árvores: praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente àquela ventania toda. Que efeito curioso pensei eu... As adversidades pela qual aquelas árvores tinham passado, levando palmadelas e tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que conforto e tratamento mais fácil jamais conseguiriam.

Todas as noites, antes de ir me deitar, dou sempre uma olhada em meus filhos. Debruço-me sobre suas camas e observo como têm crescido. Freqüentemente, oro por eles. Na maioria das vezes, peço para que suas vidas sejam fáceis: "Meu Deus, livre meus filhos de todas as dificuldades e agressões deste mundo..." ·Tenho pensado, entretanto, que é hora de alterar minhas orações. Essa mudança tem a ver com o fato de que é inevitável que os ventos gelados e fortes nos atinjam e aos nossos filhos.

Sei que eles encontrarão inúmeros problemas e que, portanto, minhas orações para que as dificuldades não ocorram, têm sido ingênuas demais. Sempre haverá uma tempestade, ocorrendo em algum lugar. Portanto, pretendo mudar minhas orações. Farei isso porque, quer nós queiramos ou não, a vida não é muito fácil. Ao contrário do que tenho feito, passarei a orar para que meus filhos cresçam com raízes profundas, de tal forma que possam retirar energia das melhores fontes, das mais divinas, que se encontram nos locais mais remotos.

Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir para desenvolver raízes fortes e profundas, de tal modo que, quando as tempestades chegarem e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente, ao invés de sermos subjugados e varridos para longe.

Autor Desconhecido

terça-feira, maio 25, 2004

Sonho da Yara

Vitor: nossa! como foi esse sonho?
Yara: bizarro, pra variar!
num fica triste naum tá? foi só sonho.... bom, primeiro tava eu e o caioca
(Vitor falando: Caioca é o meu irmão) numa praça aki de sampa, a gente tava estudando fisica (blah). De repente do nada vc aparece avisando que o meu prof de ingles, o Kadu, me chamou pra ir na ksa dele e que se vc e o caio (o mesmo irmão) quisessem tb podiam ir. Quando a gente chegou na ksa dele ele tava vestindo as roupas dele que eu mais adoro
e me recebeu com um super abraço. Daí ele chamou o caio pra mostrar não sei o que e vc me levou na cozinha (cuidado que ess é a pior parte), mas a cozinha era a cozinha da minha ksa. Vc me empurrou contra a parede implorando pra eu te dar um bjo, mas eu disse que não queria, Vc continuou insistindo e me bjou a força, daí eu te dei uma tapa na kra e um chute no p***!
Eu saí correndo e o kadú me levou embora, enquanto isso o caio ficou rindo da sua kra! Qaundo eu e o kadu voltamos vc tava bjando uma colega da mibnha ex- escola. depois eu num me lembro mais!
ai ai
ai... eu sei que, pra vc foi horrivel, mas foi minha mente..... eu me desculpo por ela!!!1
vc num sabe os tormentos que ela ja me trouxe
hauahuahauhauahauha no mais eu adorei. Posso postar isso? hauhauahauaha que sonho foda!
td bem!
:D
hahaaaahhahahaah

segunda-feira, maio 24, 2004

PS:

No outro dia, após ter pintado todos os meus cabelos de vermelho, quando acordei, havia me esquecido do que tinha feito. Fui fazer xixi, aquela cara de sono, os olhos mal abertos ainda. Tomei um baita de um susto quando vi aquele tufo vermelho em cima do Pilar do Dragão Celestial (apelido carinhoso dado ao meu pênis). Após ter lembrado de tudo, depois de dar de descarga, subi na privada, virei o espelho para mim e fiquei observando a obra prima por um tempo me achando um Da Vince.

PS: Se alguém me perguntasse o significado da sigla PS agora, eu responderia: Pô, Squeci!

Muito obrigado pelos comentários, pessoal!

domingo, maio 23, 2004

Meus cabelos vermelhos

Novamente eu pintei os meus cabelos de vermelho. Sempre mantendo a mesma cor. Deixei crescer um pouco mais dessa vez antes de pintar de novo e quase ficou preto como antigamente. Isso porque a tinta é cara. 16 quase 17 reais.

Visto que a minha mesada é de 50r$ e que estou gastando por semana 7,80r$ só em lanche na cantina do colégio por estar fazendo caminhada todo dia -- andar dá fome -- da escola para o ponto de ônibus, do ponto para a escola, da casa para o ponto e do ponto para a casa; agora que eu não vou mais de escolar, me sobram uns 23r$ da mesada para as outras coisas do mês ou mesmo para quando estou com mais fome e como mais de um lanche. (Parágrafo escrito porque meu pai está lendo o meu blog lá de Salvador. Ele é o "gu" dos comentários. \o/)

Como sou eu mesmo que pinto os meus cabelos, dessa vez eu resolvi fazer uma experiência que deu certo: Pintei os pêlos do saco! Meu pinto ficou muito louco! Isso é sério. Meu irmão falou que "ficou da hora, ficou da hora, mas cobre isso daí". Meu pai, quando eu balancei o peru para ele, fez uma cara parenta daquela de "onde foi que eu errei", mais parecida com a "ai meu Deus". Já a minha mãe, fechou os olhos, levou a mão a testa e falou: "ai, eu mereço um filho desse!" Meu cachorro nem ligou. Para a minha empregada eu não mostrei e nem mostro. Mas se você - leitor ou leitora metida a São Tomé -- quiser, eu mostro.

Eu sei que não teve muita utilidade: eu não tenho namorada e nem fuck-friends... Quem que vê o meu pinto? Só eu mesmo. Mas mesmo assim eu quis pintar e gostei do resultado. Ah, foi muito engraçado conversar com algumas amigas no icq/msn sobre o meu pinto. Nunca imaginei que falaria Dele com as meninas.

sábado, maio 22, 2004

Layout novo - Estou chato

Não fui eu que fiz. Peguei pronto na blogger mesmo; foi o que eu achei mais legal. Gostei muito dessa nova função de títulos para os posts, menu de post. Foi uma ótima idéia! Tem mais coisa nova, mas eu ainda experimentei. Aos poucos eu vou o lapidando isso aqui. Nas férias eu faço um novo!

_Hoje eu estou chato demais. Acho que foi a frustração de chegar em casa planejando usar o micro e o irmão estar nele. Então fui tentar ler um pouco de Basílio, não consegui. Fui tentar dormir um pouco, não consegui. Tentei ouvir música, não consegui.

Meu irmão está no banho e vim para o computador. Para completar o parágrafo anterior, minha mãe me pegou vendo mulher pelada agora. Que merda! Mulher odeia essas coisas. O meu amigo Glauco me chamou de Lívia Andrade a semana inteira porque eu pintei meus cabelos de vermelho (próximo post). Estava conferindo de quem se tratava, Ué!
"Vê lá, Vitor! Põe no google: Lívia Andrade Sexy"

sexta-feira, maio 21, 2004

Bits e Bytes

Alguém pode me ajudar?

Bits é a quantidade de Bytes que um eletro-eletrônico é capaz de processar em um certo período de tempo. É isso? Acertei, assim meio por cima?

PS: Hoje, às 22h, tem um filme na FOX que eu imagino, acredito e espero que seja lindo: Seu Amor Meu Destino.

PS2: Alguém quer me dar um layout novo de presente?

quinta-feira, maio 20, 2004

Juliana

Hoje na aula de figuras de linguagem a professora pediu para o Alex olhar para o Olhar da Juliana e falar como ele era, para demonstrar algumas metáforas. Fiquei imaginando -- fui um pouco além, é verdade -- como seria se a professora tivesse perguntado isso para mim:

Juliana

Tens um olhar fogoso que derrete o coração desse homem sensível à beleza da natureza e que quer se banhar com profundeza no teu beijo tépido; sentir o envolver dos teus braços femininos no espírito agora solitário, e fundir teu corpo no dele num nirvana carnal.

Não ficou bom, só a parte do nirvana canal, mas foi o que eu escrevi hoje e com certeza eu não teria encarnado o personagem-apaixonado dessa forma. Talvez, se estivesse na minha melhor forma de poeta instantâneo, eu teria dito a primeira oração.

quarta-feira, maio 19, 2004

Comunicando

Flávia, querida demais! Muito obrigado pelo aviso. É a hospedagem de arquivos que a UOL dá, é horrível assim. Vou ver o que posso fazer assim que possível (=tempo on-line).

---------------

Trecho do e-mail que eu estou escrevendo para a Nathália:
"Por aqui está tudo jóia, só estou meio preocupado com um negócio. Quando estava fazendo aula teórica para tirar a carteira de motorista e minha professora falava Praca e Pobrema o tempo todo. Agora nas aulas práticas, o meu futuro professor (conheci hoje) é um cara gente fina, tudo mais... mas ele é totalmente vesgo!! Um olho para a esquerda, outro para a direita. Não dá para acreditar! Vamos ver como será o novo condutor (eu) que o trânsito brasileiro irá receber"

Abraços super gostosos nas duas! =]

Paulo, o mais cedo que eu posso entrar é a partir das 18h, pode ser? (conexão discada = fica caro demais entrar de tarde - e isso é uma pena) Abração, Primô!

terça-feira, maio 18, 2004

Palavras do meu amigo

"Cara fosse classificado em algum período literário, com certeza estaria no romantismo, messiânicos, que vêem na escrita muito mais inspiração que trasnpiração. Para eles os artistas são seres dotados de um dom exclusivo, sem o qual não é possível a concretização de uma obra de arte! Muito legal mesmo cara! Como vc sabe, eu estou mais pro realismo, não gosto de estar, mas estou... Mas quem sabe juntando o seu romantismo com o meu realismo possamos realizar grande obras! Abraços"

Daniel Fazza

segunda-feira, maio 17, 2004

O log

Felipe / Vitor

mas perai, vc vai postar?
não sei. Vai depender se você não ligar disso. E é para falar, se ligar fale!
não
até agora de boa
na parte dos comentários tá bem "pesada"
fale depois que ler tudo... está mesmo, eu tava na revolta nessa hora
por mim tudo bem cara! vai sujar um pouco pra mim mais de boa
=] eu quis mais mostrar que você é aberto às mudanças positivas... quer que eu ponha link para o teu blog?
não de boa
cara, fika ao seu cargo postar ou não
eu li aki
pela primeira impressão
acho que o pessoal que lê o seu blog vai pegar um ódio fudido de mim
mesmo com a parte debaixo
eu já te falei e vou repetir
quando eu adicionei a Nathy, foi na maior boa intenção!
eu nunca pensei em roubar ela de vc
vc é meu primo cara, eu gosto de vc pra caramba
se eu tivesse feito isso, era como esfaquea-lo pelas costas
eu entendi perfeitamente, foi boa intenção mesmo. hei, você não roubou. eu acredito que a maioria das pessoas já foi assim. sempre quando entramos no mundo do blogs, o nosso incentivador que já tem um blog sempre acaba nos inspirando a ler o que ele ler, ou simplesmente é ao que temos acesso, aos links dele.
eu sei que você nunca me queriria mal, cara! =]
então, no caso da Flavia, eu adicionei ela no meu fotolog pq pô eu sei que ela é especial pra vc! nossa...quantos anos que vcs dois conversam pela net! Quando eu comentei no seu fotolog e tal que ela não tinha namorado e tal, foi tudo brincadeira! E eu adicionei ela pq eu sei que ela é muito gente boa, e eu queria trocar ideia com ela tb, de
na boa, sem compromisso nenhum
ah sei lá
eu tô me sentindo muito horrível pelo o que eu fiz por vc
tentei te ajudar e acabei só estragando tudo
que isso, eu estou orgulhoso de você, cara. Muitos chutariam o páu da barraca se fechando numa razão pessoal ignorantemente. Você se demonstrou maduro e inteligente.
:)
valeu Vitor
é sério! Demostra que você tem tudo para se dar bem e aprender com a vida, ser um cara feliz!
Crescer pra caramba, entende?
aham....muito
cara, eu vou pôr o post, aí você acha legal pôr esse log nosso depois?
sei lá cara
fika à seu cargo
agi que nem um completo imbecil fazendo isso
e nem parei pra pensar nas proporções que isso iria se tornar
e se demonstrou um puta cara cabeça e inteligente!
tudo mundo umas bobeiras dessas na vida!
ah vai lá! posta lá! eu vou ser considerado o cara mais cabaço da internet mais de boa
hauhauahauhauaha agora você está sendo engraçado!
não de boa Vitor
eu tô falando sério cara
eu vejo todos os dias
quantas pessoas entram no seu blog
e eu sei como é
eu achei que tinha uma porrada de gente que entrava no cab, mas aí eu puis um contador novo, não sei se você viu. desde que eu puis o dia que teve mais visitas foram 30
30?
mesmo assim é muita gente
mas aê
tô indo
vou fechar o caixa
vc decidi
leia mais uma vez e vê se vale a pena ou não postar
vou ler. eu tô querendo pôr. vá lá! Eu vou escrever o conto no micro e terminar para te mostrar!
blz
falou
fika assim
até, abraço, cara
fui...

Duas horas depois...


ae cara
achei q vc não ia entrar
Aê! Problemas técnicos: emails gigantes da Gláucia. eu vou acabar bloqueando o mail dela!
affi
eu li a post lá no cab
até que fikou engraçado
pq vc me esculhambou nos primeiros 8 paragrafos
e nos 3 restantes vc falou mor bem de mim
sabe quando passa um tempo e você lê de novo o que escrever como se estive lendo algo que outro escrevera? Então... eu queria ler o texto assim agora. Eu acabei tirando com a minha raiva burra. Cara, só a paz que resolve as coisas. Nada que ataca pode salvar... se me entende a profundidade filosófica
depios que eu pôr o log, vai ficar melhor o caso =]
assim
eu achei que vc postando essa post
iria ser melhor pra vc descarregar essa raiva
mas olhando de um outro ponto de vista
eu achei que vc fikou com raiva de bobeira cara
então, foi isso que tentei dizer também... Que depois que você esfria um pouco a cabeça, você enxerga as coisas como elas são
com certeza! Tente imaginar o inverso: eu no teu lugar e vc no meu
nossa, é vero. não tinha feito essa imaginação, as coisas ficam obiviamente claras
é claro!!! Eu sou seu primo cara! A ultima coisa que iria fazer neste mundo é roubar alguma coisa sua, ainda mais garotas!
Se fosse um amigo, ou até um cara q vc nem conheça q que lê o seu blog diariamente e tal...seria isso aí!
xéééé, cê faz o contrário, tenta me arrumar mulher!
intão cara!
é vero! muito vero!
Desculpa msm Vitor:, por tudo cara
ah, cara... tem hora que dá vontade de te abraçar e chorar!
pode crê cara! eu queria fazer o msm tb...hehehehe
hauahuaha agora está cômigo!
hehehe...mas GRaçAs A Deus tudo terminou bem, sem brigas, sem discussões, sem perder a união (isso é o mais importante)!
imagina se agente fosse criança e acontecesse isso?
huahuahuahuahuahua
ahauahauhauaha Agora só falta a gente abrir uma carrafa de uíske
ô loco, calma cara, vc não bebe..hehehehehe
auuhauha..de boa, eu intendi a expressão
Vitor, meu grande primo! Vou nessa que amanha acordarei cedo para reencontrar a minha grande paixão (L)Katia(L)
Muito boa sorte, meu primo! Vi dar tudo certo!
Esteja sempre preparado! =D
com certeza!!!
essa conversa foi muito boa
desculpa mais uma vez Vitor
foi mesmo, mudou o clima! \o/
Foi nada cara! Também peço as minhas desculpas =]
=] Estamos desculpados entaum...hehehehe
Grande Abraço e fui...
\o/ Estamos bem!!
e sempre estaremos!!! Pra sempre!!!
assim será! Cara, o vô ia ficar orgulhoso agora =]
pode crê! Muitas saudades do vô e da vó!!!
eu sonhei com eles essa semana
: )
Nossa, eu não tenho lembrado de sonho nenhum meu ultimamente. Muitas saudades mesmo. principalmente agora
é...sempre sentiremos! Mas sabemos que eles estão olhando por nós lá do céu! Sempre estarão cuidando de nós!!!
se pá eles nos ajudaram aqui. tenho certeza!
eu tb!! :D
fika assim então Vitor
se cuida cara
bom final de semana
e manda um abraço pro Tio Gu e pra Tia Aurea!!!
fui...abraços
Vou mandar! Manda abração para todo mundo aí! =D
tá todo mundo abraçado aki....hauhuahuahuahua

domingo, maio 16, 2004

E-mail da Nathália

"ei...
Calma.. Não precisa ficar assim....
Sei que é clichê, mas é bom ter desabafado, às vezes, quando juntamos muita coisa, acabamos explodindo e tudo acaba sendo muito pior....
Mais do que primos, vcs são amigos e acho que ser amigo é dividir as coisas, nem que seja o nosso próprio amigo.. Sei que isso às vezes passa do limite, mas acho que o Filipe não teve nenhuma intenção de me “roubar”...Ele só queria conhecer gente nova...Como todos nós queremos... Além do mais, posso ser amiga dos dois... viu?
Não queria que isso fosse motivo de discussão entre vcs, e quero que fique tranqüilo quanto a isso,gosto de vc, e não vai ser outra amizade que vai interferir nisso...
Quanto a foto, posso te mandar muitas outras, tá bom?
Mas pelo menos vcs já conversaram e se entenderam...Então está tudo resolvido, né?
bjo"

sábado, maio 15, 2004

Eu tô muito puto com o Felipe!

Puta que paril! Eu entro na net muitas vezes para atualizar o blog, nem os e-mails eu leio, só atualizo o cab. E isso se deve ao fato de eu saber que tem gente que lê o meu blog, é um compromisso meu, e eu gosto muito mantê-lo, usa-lo para me expressar.

Outro parágrafo: Nunca, jamais comentar foi algum tipo de obrigação para fazer valer uma amizade ou manter-se comentando regularmente foi necessário para demonstrar afeto verdadeiro. Eu já pedi para comentarem coisas minhas, assumo que já fui de um jeito que eu não gosto, não é de meu agrado hoje. "Comenta lá, comenta lá!" Comentar o quê? Se eu não comentei é porque não tinha nada para falar mesmo. Nada de interessante, nada que valesse a pena. Ia mandar beijos ou abraços e me integrar nesse tipo de relação social-virtual leviana? Não me deu vontade e eu não vou fazer algo sem vontade só para depois correr o risco de alguém clickar no link do meu nome no comentário e visitar o meu blog, fotolog... Fazendo um comentário que se iguale à futilidade contida no meu. Esse não é muito o caso, mas aproveitei para falar. Por que não se pergunta: "O que você achou?"? Não seria bem melhor?

E na maioria das vezes essas pessoas que comentam assim não consegue falar nada sobre o "trabalho" do autor(a) empregue no texto escrito: "Você é muito legal, visita o meu blog, beijos" Essa pessoa leu alguma coisa? Leu merda nenhuma! Só quer o status ridículo de ter um numerinho razoável de visitantes-comentantes. Eu percebo que a maioria das pessoas comenta isso, quando eu faço um comentário descente em blog qualquer sobre o que a menina escreveu e depois ela vem me falar que o meu comentário foi interessante, etc e tal.

Outra coisa pior que eu já fiz e com o Pablo ainda por cima. Foi quando entrei no mundo dos blogs eu simplesmente roubei a lista de blogs desse amigo que eu tanto admiro. Isso é horrível! É igual quando se conhece alguém que tem um gosto musical interessante e você quer conhecer todas as bandas que essa pessoa conhece, saber as letras que ela sabe... Transferir uma cópia do gosto dele para o seu selecionar de o que ouvirá ou não. E, em muitos casos, até o que você não vai ouvir e acabar falando mal igual usando os argumentos que a pessoa copiada usa. Joga-se a personalidade no lixo! É idiota e chega ao nível do patético fácil!

Agora aparece uma garota que comenta no meu blog, me revela ler o que eu escrevo há muito tempo, que me acha um cara legal, que me oferece colo num momento de carência e vem um primo meu que lê meu blog às profundezas do que é comentado nele e "rouba" a minha amiga. Poxa, é que nem ganhar um videogame de ultrageração no aniversário e o pai ficar jogando sem dar chance para você. Ou quando você vai assoprar as suas velas de oito anos e vem o mané do irmão mais velho de 12 anos do seu melhor amigo e sopra no seu lugar. A mesma sensação. E ainda não foi só isso. Há também fotologs de amigas minhas (a Flávia queridíssima, por exemplo) na lista dele e etc. Eu não posso, não tenho o direito de ter amigas(os) que ele não tenha, é isso? Não, não é! É que, na verdade, é bem mais fácil pegar contatos legais de uma pessoa legal e torná-los também seu. Para quê ir construindo uma roda de amigos virtuais com o passar do tempo dentro da rede se você pode pegar tudo de mão beijada de um cara aí? Para quê? Não é assim que se pensa? Não é assim que muito mal se pensa por aí?

Desculpa, mil desculpas pela agressividade fudida contida no texto, mas eu tinha que falar. Mesmo que eu não venha a publicar isso. Eu tinha que falar para mim mesmo, no mínimo; para esse sentimento ruim me desabafar um pouco.

Desculpa aos leitores que não gostam de palavrão pelo fudido, mas não vou censurar termos de intensidade que fluírem instantaneamente, pois isso não traria o efeito espontâneo que quero empregar. Eu falo e penso com essas palavras. E, cá entre nós, quem não gosta de ouvir palavrão que saia de perto e vai se...!

Estou me sentindo assim: "roubado". Como eu disse.
---------

Bem, eu escrevi esse texto assim que eu vi o comentário do Felipe dizendo que tinha pegado a foto da Nathália, que eu ainda não conheci virtualmente, com MUITA raiva. E não foi só isso que gerou o sentimento que se vê nas palavras a cima; coisas do cotidiano também foram descarregadas escrevendo, mesmo que isso tenha sido subconsciente.

Sabe o que foi uma das melhores de eu ter feito? Foi ter conversado com o Felipe e nos entendido. Pelo o que vocês viram era certo da gente brigar. Mas isso não aconteceu. Graças a Deus! Eu gosto muito dele! Acho até que ele pode não gostar de eu postar isso acima, mas o que eu realmente quero que vocês leiam é isso:

Saiba que aquele velho conselho do conte até dez num momento de raiva é muito válido. Eu parei, fui pintar o meu quarto, relaxei, tomei um banho e depois voltei para o micro. Resolvi conversar com o Felipe na maior paz. Eu estava em paz, havia refletido. Sei que houve ciúmes mil da minha parte. Expus o que sentia, o que pensava sobre o ocorrido e ele se mostrou uma pessoa inteiramente aberta à crítica, sabe aquele cara cabeça boa?, entendendo-me, se explicou, falou-me que não imaginava isso jamais e até me agradeceu por ter ido com ele falar e "dar um toque". Agora estamos até mais fortemente ligados ainda. E eu muito gostei disso, lógico! Dou muita importância para a família e acredito que ele também. Somos os clássicos primos que cresceram juntos e têm a mesma idade, um foi aprendendo com o outro na vida. E agora eu não tenho mais raiva de nada e gosto mais ainda dele (está ficando meio gay isso). Tudo isso por ter tido um pouco de calma e respirado um pouco. É ótimo como estou agora. Um grande abraço, primô!

Valeria

Valeria a pena me envolver com Valéria? O próprio nome indaga.

quinta-feira, maio 13, 2004

Ah, sim!

Ler um bom livro também é bom para a falta de inspiração. O Primo Basílio é um bom livro. Mas essa não é a melhor definição para ele. Não há outra melhor senão a do meu cumpadre Pablo: "Aquela joça". Sem dúvidas! Aquela joça!

Adorei ler as palavras da Nathália (muito obrigado pelo colo =] eu estava precisando) e da Flávia nos comentários do post sobre o meu Coração de Vidro. Beijocas nas duas e um abraço no meu amigo!

Fase de não-inspiração

Como estão vendo não é o meu caso, pois a Menina Que Tem Namorado me deixou extremamente poético por dois dias seguidos inteiros: ontem e anteontem. Mas hoje eu realmente não estava para escrever.

Quando estou nesse estado de espírito que muitos chamam de Bloqueio Mental, eu não forço para sair dele. Não fico tentando escrever suando para sair algo bom, pois eu sei que não vai sair. Já tentei driblar essa barreia várias vezes tempos atrás e foi muito melhor ter deixado o cab sem posts nesses períodos, que foram de algumas horas ou um dia, ou dias... Nunca um mês inteiro no meu caso, graças a Deus!

Pergunte: O que você faz, Vitor, com tempo que usava para escrever quando não está conseguindo? -Oras bolas. Qualquer coisa, menos isso. Mas o melhor, dentro do meu gosto, é fazer o contrário de escrever: ler. Sem dúvidas (sem dúvidas é o meu vício de linguagem) é o preferível. Abro um blog interessante, esse por exemplo, e leio posts até embaralhar a vista. O melhor disso tudo é que na maioria das vezes essa leitura exagerada lhe tira tão fácil da fase não-inspiração que você nem lembra que não estava inspirado. O que não foi o caso de hoje, óbvio.

Hoje tentei fazer outra letra de música, que falava sobre um futuro imaginado que será possível ocorrer - tomara que não, pois ele é triste - se eu me envolver com a Não Vou Falar o Nome. Pois é, pessoal: um sopro contínuo de longe das chamas de uma nova possibilidade de amar (vide post anterior) está derretendo o meu coração em cacos sustentado pelo plano sólido mantido pelas forças da amizade. Mas eu não consegui escrever bem a tal letra, não saiu de um jeito que me agradasse. Senti-me totalmente Bloqueado. Quando cheguei em casa resolvi ler os últimos das Garotas Êni-í e cá estou, já encerrando uma nova conversa com o leitor da minha coluna na revista que é a internet.

terça-feira, maio 11, 2004

Pelo amor de Deus! Alguma menina pode me pegar no colo, me fazer cafuné e me encher de chocolate nesse momento? Por favor?
Amigo, obrigado

E aí?
Achei que estava perto...
O que ela fez?
Antes não ter achado...
Fala pra mim!
De novo não deu certo!
Mas o que foi dessa vez?
Ela tem namorado...

Você não tem mais sorte...
Ahhh... Quase me vi casado
Disilusão.
Já estou acostumado
Disisti não.
Pareço machucado
É a solidão
Essa tem me acompanhado

Se desfaça dela
Bem que eu tenho tentado
É o que eu vejo
Até tem me ajudado
Sou teu amigo
Não tenho lhe agradado
Que isso agora?
Só tenho reclamado
Não tem problema
É que eu nasci cagado

Me faz sempre dar risada, viu?
Sou engraçado
E isso é bom
Nunca tinha pensado
Sua companhia é boa
Muito obrigado
É o meu grande amigo
Então te agrado
Você é muito louco
Eu tenho demonstrado

Elas estão perdendo
Quero ser namorado
Ainda vai ser sim
É que eu sou apressado
Escolha bem
Tenho selecionado
Pra não se arrepender
Conselho dado!

Preciso ir, amigo
Podia ter falado
Nem tinha me lembrado
Não chegue atrasado
Você tome mais cuidado
Nem sei como eu lhe pago
Compre um engradado
Vai ser uma carne assada?
No sítio do Conrado
E pode ser sábado?
Só depois do Palmeiras ter jogado
Então está combinado!

Eu escrevi e agora o Daniel vai musicar, uma música nossa! \o/
Vamos ver se dará para salvar em mp3 depois, aí eu coloco aqui para download. Mas vai ser beeeem depois, pode acreditar.

domingo, maio 09, 2004

Desilusão!

Eu nunca me interesso por nenhuma menina. Quando aparece uma que mexe comigo vejam o log:

Eu: vamos sair qualquer dia desses?

Ela: vamossss ... marca a galera do cursinho ... e junta uma galera da minha sala ... ia ser maneiro

Eu: Eu estava pensando em algo mais só nós dois. =]

Ela: ahhhh .... simmm rs .... bem rs .... seria ótimo mas ... eu acho que meu namorado naum ia gostar mto rs .... este eh o problema rs

Pelo menos eu não fiquei imaginando muitos futuros e essa desilusão não foi tão grande quanto uma outra aí.

Dança da solidão
(Paulinho da Viola)

Solidão é lava que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra
cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso
da desilusão
Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
Caméllia ficou viúva,
Joana se apaixonou
Maria tentou a morte,
por causa do seu amor
Meu pai sempre me dizia,
meu filho tome cuidado
Quando eu penso no futuro,
não esqueço o meu passado
Quando vem a madrugada,
meu pensamento vagueia
Corro os dedos na viola,
contemplando a lua cheia
Apesar de tudo existe,
uma fonte de água pura
Quem beber daquela água,
não terá mais amargura


É triste saber que amanhã será apenas o primeiro dia em que a minha vista da janela do ônibus perderá totalmente a cor que tinha adquirido nessa última semana. Um encontro inevitável com o velho mundo em branco e preto.
Porra, Vitor, cadê aquelas coisas interessantes de ser ler?

sexta-feira, maio 07, 2004

Último dia de aula teórica e amanhã não tem cursinho
Graças a Deus!

Semana brava galera... Abusaram do office-boy aqui. Só vou listar o dia de ontem, isso foi apenas ontem e apenas no período da tarde: Correios, advogado, banco, casa da minha tia, cartório, título de eleitor no fórum, pagamento da auto-escola, casa da minha tia e coca-cola no bar (ninguém é de ferro) e fiz tudo isso a pé.

De manhã um dia de aula memorável. À noite prova do cursinho teórico da auto-escola, quase briguei tentando ensinar português para a minha professora que fala Praca, Pobrema e por aí vai.

Quase briguei porque ela formulou uma questão errada na prova. Só aceitei a explicação dela e me controlei por não valer a pena uma briga inútil. E, se por um milagre (estamos em Aparecida, terra da Santa, seria possível), ela enxergasse no que ela tinha errado, o povo ia ficar meio puto comigo porque todo mundo tinha acertado a questão. Foi provocadisse da minha parte, eu sabia que a questão estava mal formulada e sabia que a Pofreçora queria que a gente marcasse a alternativa d).

Antes de dormir comecei a escrever meu primeiro romance.

quinta-feira, maio 06, 2004

Pô, o que eu falo depois de um negócio desse? Eu também te amo, Lucão!

Pois é, Felipe; uma criação fodíssima. Tem melhor link para a Crise do Milho na Eslovênia?

quarta-feira, maio 05, 2004

Desculpa, pessoal

Devido as inúmeras tarefas que o officeboy oficial da família, eu, estou tento; a alta do petróleo; a ameaça de mais um tornado no sul do país; o aumento do salário mínimo e, claro, a Crise do Milho na Eslovênia, as palestras foram adiadas. Pedimos a compreensão de todos. Obrigado.

terça-feira, maio 04, 2004

Noções Básicas de Mecânica com Vitor Bustamante
Assassinando prazerosamente a sua curiosidade automotiva


Quantas vezes você não se encontrou em uma roda de amigos que falavam sobre carros e ouviu as palavras: 6 cilindros, 16 válvulas, freios ABS, "era problema no radiador mesmo", "meu pai colocou um protetor de cárter"? Quantas?

Se nessas horas você ficava quieto amarrando o tênis, ia ao banheiro, fazia caretas que tentavam disfarçar a vergonhosa ignorância e nunca conseguia fazer um comentário por não ter nada para falar:

Seus Problemas Se Acabaram-se!!


O professor Vitor explica tudo e muito mais essa semana em palestras gratuitas no ctrl+alt+blog.
Ouça agora as palavras do próprio professor:

Vitor Bustamante"Caro amigo, eu também era assim que nem você. Um ignorante automotivo, não comia ninguém, jogava xadrez nos churrascos. Mas minha vida mudou. Agora eu sei para quê servem as partes do Motor! E posso me colocar com maestria nas discussões sobre o potencial de cada carro. E, eu garanto, você também poderá! Serão os outros que não saberão do quê você estará falando. Será o mais sabido, todo mundo vai parar para ouvir o seu conhecimento! Venha, eu posso te ajudar!"

As palestras terão início amanhã; esses serão os temas abordados:

Cilindros, que droga é isso?
Válvulas, nome do time de bingo da minha avó?
Freios ABS, uma boyband?
Radiador, o mesmo que locutor?
Cárter, neologismo paroxítona?
Fumaças Preta e Branca, uma questão de preconceito?

Se você se identificou com as palavras do professor, compareça! Sua vida nunca mais será a mesma!
Um Jornal é assim:

Singla do governo alguma coisa juros.
Prefeitura manda reforçar segurança no Rio de Janeiro.
"Time tal" X "time qual" blablablá
EUA alguma coisa oriente médio
Mês Y tem maior indice de alguma coisa.
FMl fode de novo com o Brasil.

domingo, maio 02, 2004

Minha mensagem de away:

O Pum

O Pum é um funcionário que vem lá do intestino para avisar a Dona Bunda que a coisa grande já vem vindo. já volto
***

Se eu fosse você, eu não clickava nas palavras Michael Jackson do post abaixo.
O Paraíba

Lembrei de um fato engraçado da aula de sexta-feira que não havia recordado enquanto escrevia o post de ontem. Na sala temos uma TV e um vídeo cassete, pois nas aulas teóricas de direção teremos vídeo-aulas.

Enquanto a aula não começa fica ligado na Grobo. Víamos jornal nacional e passou uma notícia sobre o Michael Jackson. Acredite, comentários dizendo que o Michael Jackson não pode tomar sol porque derreteria, questionamentos se você já jogou na fogueira sacolinhas ou garrafas de plástico quando criança e viu como é feio o negócio derretendo e que é só assim que o Jackson poderia ficar pior, ditos num sotaque que já é engraçado por si só, é hilariante aponto de te impedir de respirar.

Não vejo a hora de chegar amanhã de noite e ter o privilégio de ouvir o Do Norte sotaquear comentários engraçados.

Ouvindo P.O.D - Youth of The Nation baixe aqui
Essa é uma das músicas do meu irmão que eu gosto bastante

sábado, maio 01, 2004

Vitor, um condutor em formação
Acredito que esse seja apenas um primeiro post com esse título.

Pois é, começaram as minhas aulas teóricas de direção e sairei desse cursinho onze da noite todos os dias úteis da semana que vem. Mais uma semana mal dormida para a coleção. Entretanto o que me faria pensar que não vale a pena?

Certamente os maiores proveitos dessas aulas serão as histórias que o Paraíba (sem preconceitos - ouvi o cara um dia e virei fã) conta. Elas sempre começam com: "Então, professor... Lá no norte uma vez aconteceu um negócio parecido" e conta a história num sotaque carregado engraçadissimamente envolvente e recheado com toda a sua humildade. É risada o tempo topo! O cara é MUITO bom.

Mais histórias do norte, que eu não ouso tentar reproduzir aqui, só segunda-feira. Mas, pensando bem, não é conteúdo de cada história que a faz ser ótima, é o modo como é contada somado com o conteúdo, sem dúvidas.

Madalena suas cicatrizes de não-cristo, que pecado se cura com anti-fel

Abra a porta da música que aí não fica apertado o coração. Salve, amigo! Dilemas são o cardápio do desempregado. Samba, gira uma-banda que ...