Essa Fada


Mergulha no sonho
De simples meninos
Orgulha seus planos
Os deixa sorrindo


Borbulha os hormônios
Não são mais meninos
Passaram alguns anos
Estão já agindo


Mas são tão sozinhos
Solteiros meninos
Nos sonhos sorrindo
Por quentes carinhos


Embrulham a fada
Com os braços caprinos
E tocam nas asas
Vão logo subindo


Mergulham na boca
Mas não se saciam
Retiram a roupa
Estão no delírio


A fada abusa
Os gozos vem vindo
E logo lambusa
Os nossos bambinos


Veste sua blusa
Já vai logo indo
Assim que já usa
Um puro menino


Retira a energia
De todos os filhos
E assim continua
Com outros meninos


É assim essa fada
Danada e alada
É assim, é safada
Beijada e adorada


É assim odiada
Por mães educadas
É assim essa safada
Invejada e amada

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais