Corrigindo contos – comentário

Devido à qualidade do texto aqui apresentado, eu chego a seguinte conclusão: quando eu penso coisas para serem escritas, o texto não me agrada. A escrita só vai agradar quando eu escrever coisas que eu já tinha pensado (percepções/análises ou criações/imaginações).


Criar a fim de escrever, não dá certo. Tem que ser pensado/criado esse novo mundo, por assim dizer, pelo simples correr da criatividade, não se deve haver motivos. E, assim, depois de haverem nascido sem o propósito da literatura, serem escritos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais