Fora do computador eu vivo mais.

Escuto melhor as melodias e letras das músicas que ponho para rodar. Faço mais o que acho que devo fazer. Chego a perceber que estar na internet é uma fuga minha dos deveres mundanos e digo que essa é a fuga mais fácil, pois, estando na internet, são tantas as informações, tantos os amigos on-line compartilhando boas conversas, tantos hipertextos e tantas imagens que isso tudo preenche o pensamento de tal forma a não dar espaço para alertas que mechem com a consciência dizendo a ela que aos seus “deveres mundanos” você deveria estar se dedicando.

***
O problema com a speedy ainda não foi resolvido.
Estou lendo Os Três Mosquiteiros.

***
Flávia e Penny, vocês são duas fofas! Beijão nas duas!
Flá, a carta já foi iniciada, termino-a logo, meu bem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais