E, no céu, as nunvens se abriram e Deus disse:
Oh, Vitor, meu filho, não desesperançarás, pois eu ainda te amo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais