Natal quebradeira

Eu ia escrever hoje uma história de natal, aconteceu com minha mãe, mas não vai dar... Varei a noite e não dormi até agora (17:40), joguei bola, caiu no vizinho, já pegamos, tomei três banhos por causa do calor e de jogar bola, ganhei um presente ótimo do Paulo meu primo, daqueles sem palavras mesmo, um ótimo do meu pai, mas tô com fome... Fica pra amanhã talvez, se houver tempo. Pois saíremos com uma família amiga, de São Paulo, que vem para cá justamente para essa atividade. Minha mensagem de natal? Aqui, eu omo vocês!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais