Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2005

Multimeios

Oi, Vitor,

sou jornalista e estou fazendo uma reportagem para uma
publicação chamada Guia das Profissões (concorrente do
Guia do Estudante, da Editora Abril). No Guia, em cada
uma das profissões, damos espaço para alguém da área
falar sobre a carreira que escolheu. Encontrei você
pelo seu blog e gostaria que você me falasse um
pouquinho sobre 1- porque decidiu cursar comunicação
em multimeios 2- como está pra você o mercado de
trabalho hoje 3- o que você espera da profissão quando
se formar.

Gostaria também de uma foto sua para divulgação, nome
e idade. Será que você topa? Por favor, me escreva ou
me ligue: andressa@email ou 11 | 3xxx.xxxx
Um abraço,

Andressa Rovani




Olá, Andressa!

Um amigo que cursava multimeios me falou do curso por eu ter escrito um texto em meu blog que puxava muito o raciocínio das aulas que ele estava tendo. Como não conhecia, entrei no site da PUC e fui ver o que era esse tal do Comunicação Social com Habilitação em Multimeios. Foi amor a primeira vista. Há muito tempo tenho o m…

Patins

Imagem
Mas que saudade que me deu agora de quando eu fazia coisas assim de patins! De quando a minha casa não era reformada e botava o corrimão ali, onde a foto mostra. Agora esse espaço nem existe mais; mas, em contra-peso, a casa ficou bem mais bonita. É... Deu pra curtir bastante. Saudade!

Vitor, Você está no clima

Acho que o que atrai bastante o adolescente para o lado alternativo de todas as coisas são a sua pouca usualidade. Uma coisa que é pouco usada é sempre mais legal, é sempre algo novo para muitos. Vide o oposto: "amigo é coisa para se guardar" do Milton Nascimento

Algo que só você conhece, lhe dá a sensação do poder. De saber algo que o outro não sabe. Estar superior.

Quando você troca uma mercadoria com alguém, você transferiu o objeto. Mas quando você troca informação, as duas pessoas a tem.

Eu não gosto de balada. Primeiro que não tem conversa e eu não consigo me comunicar/expressar através da dança. Pelo simples motivo de eu não saber dançar (algo que aprecio e por causa disso tenho, às vezes, raiva de não saber). Segundo que eu não tenho nenhuma sensibilidade para música eletrônica. E quando isso acontece, eu fico perdido e deixo de ser uma pessoa.

Uma barreira! Barro
É incrível a barreira que tem.
Agora que eu parei para perceber a barreira que eu ponho entre mim e os artista…

Falta de energia

As fontes estão se esgotando. Como fazem falta e deixam surgir em mim um enorme vazio, como fazem falta as aulas do Dujô, as aulas de literatura fascinantes do Dujô. Elas me faziam viajar, me alimentavam, geravam pensamentos produtivos, me davam paz, diversão, prazer.

Como me faz falta os trabalhos de escola, as redações para entregar, as mínimas notas para tirar. Os comentários do novo episódio do desenho animado.

Como fazem falta amigos perto de casa, a filosofia inconsciente que desenhávamos na rua correndo atrás de uma bola. Sabíamos não saber e não pensar na mais catastrófica invenção do homem: o tempo. Porque nenhum momento tinha de ser classificado, nada catalogado, as coisas boas simplesmente existiam e corriam atrás de uma bola. E nos fazia botar o pé nesse chão.

Curiosidades faculdativas, explicações e conversa

Imagem
Turma da Faculdade
Originally uploaded by Vitor. A foto chamou a atenção, óbvio. Vamos falar dela primeiro. Temos aí algumas das pessoas lá da puc. Do meu pessoal de multimeios. Clicka nela e vá ao fotolog para ler o nome de cada um e ver a imagem num tamanho enxergável. É uma pena essa foto ser com tão pouca gente, pois são tantos os novos amigos... E pessoas já muito especiais ficaram de fora. Tudo bem. Possibilidades fotográficas de registrar imagens de amigos para no futuro pôr meu filho no colo e mostrar-lhe quem eram e quão malucas eram essas pessoas não faltaram. Mostrar para o guri a menina por quem eu era apaixonado, namorei e falar para ele não contar nada a mãe dele que eu estava falando daquele tempo porque ela morre de ciúmes da "tal da faculdade", como define. Ah, delírios.

Sou eu atualmente uma pessoa sem internet. Há um laptop na república, mas nem linha telefônica nós temos ainda. Por isso fica o cab tão raramente atualizado nesses tempos de agora. Queria po…

Testículos a 2cm do chão!

Puta merda 1, que legal! Puta merda 2, vai ser puxa-saco assim lá... Brincadeira, Lucão. Fico muito grato, contente, tocado... (silêncio) Ham... (pensa direito) Tocado não; emocionado com a homenagem ao cab. E não porque ele é meu filho, nem porque há blogs horríveis com comunidades próprias e etc; o ctrl+alt+blog merecia mesmo um espaçozinho na web para ele saber quem o visita e para que essas pessoas pudessem se reunir. Estou tendo umas surpresas ótimas com o aparecimento de amigos lá. Pessoas que não imaginava visitarem o cab. Ou pessoas que eu não imaginava ainda aparecerem por aqui.

Grandissíssimo abraço em todos vocês!

Primo,

Obrigada pelo slideshow! Adorei! Assim não vou mais lhe amedrontar com a possibilidade de desaparecimento destas fotos...rsrsrsrs E aquela camisetinha do Heman? rsrsrs e o pior é que eu me lembro dela. Saiba que guardo muitas lembranças boas desta época, dos passeios com a "tia", das viagens ao apto de Sampa (onde as fotos ficavam), do carinho do "tio". Um "super-hiper-mega-tander" beijo para você. E muitas realizações nesta empreitada de estar encarando uma vida nova!

Cecília


***

Só tenho a dizer que te amo, minha prima que foi na verdade a irmã poucos anos mais velha que eu nunca tive! Beijinhos, cajuzinhos e brigadeirinhos!

Vi

Mais uma do Flickr.com

Imagem
Vitor, 4 anos
Foto por Geraldo Gomes. Então, assim parece e assim o é! Estou mesmo como uma criança que ganha um brinquedo novo e não pára de fuçar nele. No caso, é esse sistema de postagem de fotos, flickr. Como esse post não é um texto saudosista, não ficarei aqui a relembrar as sensações de infância, todo o contexto maravilhoso que me envolvia aquela época! Em que eu tinha a imensa felicidade que provocava um brinquedo novo - fosse uma bola ou um videogame. A criança aí ao lado sou eu. Nem parece, não é mesmo? Essa foto faz parte de um grupo de quatro fotos minhas nos meus 4 anos de idade e que têm esse mesmo estilo. Foram tiradas por um fotógrafo primo do meu pai. Esse mesmo fotógrafo, Geraldo Luis Gomes, que fez as fotos do álbum ao-vivo do Cazuza, O Tempo não Pára - com exceção da capa (contracapa e envelope são preenchidos com fotos que ele tirou). Curiosidades interessantes, não? Tudo o que sei sobre o paradeiro desse primo do meu pai é que ele virou Hare Krishna e se mudou p…

Flickr.com

Imagem
Aquário
foto por Vitor Bustamante. Esse é o meu post pela Flickr.com interagido com a Blogger.com. O primeiro hospeda as imagens dos posts (a primeira é essa do meu aquário) e o segundo hospeda desde sempre o blog, os posts. Vale lembrar que as imagens do leiaute estão hospedadas pela geocities. Tenho que agradecer a todos pelo serviço gratuito.

Coloquei lá no meu flickr (lê-se fliker) algumas imagens; todas de minha autoria, de meu apertar de botão (ou, no caso das que estou longe, programei para bater sozinha em 10 segundos). E tem esse tal de Flickr.com tem uma ferramenta muito legal, a qual eu usei bastante nessa imagem do aquário (clicka nela para ver). Você pode pôr notas nas partes da imagem que você selecionar, é genial. Postar na imagem. Vale conferir. Outra coisa que devo aqui nessas linhas dizer é que agora essa minha página na Flickr.com é o ctrl+alt+fotolog de hoje em dia. Tem fotinhas minha lá. Quer ver quem é esse moleque que aqui fala, curiosa(o)? Clicka aqui. Bem, pes…