Idéia

Por que ainda não inventamos um papel que pode ser usado várias vezes? Você imprime, depois alguma coisa apaga tudo e você imprime nele novamente. Imaginem as possibilidades!

Comentários

Niara disse…
Hmmm... isso tem cara de efeitos da monografia, hehehehe!!
Bjsss
Lucas Catón disse…
Boa Vitão!
Já estou até enchergando nas prateleiras o PAPER-RW, com o slogan: "Nunca mais compre PAPER-R, use o novo PAPER-RW para reimprimir as informações!" e a propaganda do kit: "CD-RW (ou DVD-RW) mais RESMA-RW - a dupla perfeita!!", hahaha...

Fala sério agora, hein Vitor! O papel tornará-se quase irrevlevante para todas as tarefas quando a queda dos preços de Palms e similares e avanços dos mesmos vierem á tona. Conexões Wi-Fi, Bluetooth e outros farão com que os velhos papeis tornem dispensáveis. Existe uma matéria na Info desse mês que conta como pode ser a vida de um jornalista daqui a alguns anos ou mesmo hoje em dia. É resumidamente assim: ele sai de casa apenas com o celular. Nada mais. Nada de bloco de anotações, canetas ou qualquer outra coisa. Quando chega no ocorrido para elaborar a notícia, ativa o celular, que tira fotos, faz vídeos, possúi um teclado virtual ou até mesmo um editor de texto com reconhecimento de voz e coisas mais. Terminado o serviço, o jornalista envia tudo por e-mail, ali, do celular mesmo. Seu trabalho é recebido na central jornalista, para revisão e uma rápida postagem. É o presente, não o futuro Vitão!

Mas eu gostei de sua idéia... será possível?

Putz, me empolguei! E estou perdendo minha aula. Até Vitão!
Forte abraço parcero!
disse…
meu papel de fax tem a propriedade de apagar depois de uma semana... nunca vi papelzinho mais ordinário que esse daqui, viu., :P
bjo bjo

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais