sábado, junho 11, 2005

Idéia

Por que ainda não inventamos um papel que pode ser usado várias vezes? Você imprime, depois alguma coisa apaga tudo e você imprime nele novamente. Imaginem as possibilidades!

3 comentários:

Niara disse...

Hmmm... isso tem cara de efeitos da monografia, hehehehe!!
Bjsss

Lucas Catón disse...

Boa Vitão!
Já estou até enchergando nas prateleiras o PAPER-RW, com o slogan: "Nunca mais compre PAPER-R, use o novo PAPER-RW para reimprimir as informações!" e a propaganda do kit: "CD-RW (ou DVD-RW) mais RESMA-RW - a dupla perfeita!!", hahaha...

Fala sério agora, hein Vitor! O papel tornará-se quase irrevlevante para todas as tarefas quando a queda dos preços de Palms e similares e avanços dos mesmos vierem á tona. Conexões Wi-Fi, Bluetooth e outros farão com que os velhos papeis tornem dispensáveis. Existe uma matéria na Info desse mês que conta como pode ser a vida de um jornalista daqui a alguns anos ou mesmo hoje em dia. É resumidamente assim: ele sai de casa apenas com o celular. Nada mais. Nada de bloco de anotações, canetas ou qualquer outra coisa. Quando chega no ocorrido para elaborar a notícia, ativa o celular, que tira fotos, faz vídeos, possúi um teclado virtual ou até mesmo um editor de texto com reconhecimento de voz e coisas mais. Terminado o serviço, o jornalista envia tudo por e-mail, ali, do celular mesmo. Seu trabalho é recebido na central jornalista, para revisão e uma rápida postagem. É o presente, não o futuro Vitão!

Mas eu gostei de sua idéia... será possível?

Putz, me empolguei! E estou perdendo minha aula. Até Vitão!
Forte abraço parcero!

disse...

meu papel de fax tem a propriedade de apagar depois de uma semana... nunca vi papelzinho mais ordinário que esse daqui, viu., :P
bjo bjo

Livro com uma mão não dá

Ler segurando o livro com apenas uma das mão não dá. É como fazer sexo ativo sem ter as duas mãos na parceira, não dá. E uma mão escondida s...