Bem...

Você está analisando e julgando o tempo todo. Isso é absolutamente natural e eu diria que até necessário no processo do conhecimento (você acaba conhecendo a si mesmo também quando vê como você pensa o outro). Mas, você deve en-ten-dê-la. Isso é conhecer de verdade. Saber o que a faz pensar de certas formas e tomar certas atitudes. Saber o mundo no qual ela vive e em qual você vive. E, por que você acha que uma garota que transa no terceiro encontro não seria a garota que você procura? Deixo a pergunta: Por que uma garota que transa no terceiro encontro não é a garota que você está procurando? Você, Amigo virtual, para ela, também foi um garoto que transou no terceiro encontro. "Mas ela é menina!", você pensa?

E, como está me mostrando... Como a fada mais doce está me ensinado: relação amorosa e relação sexual não são duas coisas separadas. Na verdade, existe só uma e absoluta Relação. Para finalizar, gostaria de dizer que, quando dou conselho, penso que estou dando conselho e não gosto de dar conselho – principalmente quando tenho consciência no momento de estar fazendo isso. Em suma, não siga nenhum conselho. Inclusive esse de não seguir conselhos. Boa sorte! Estou torcendo.

Comentários

fmsumiya disse…
Primeiramente, obrigado por corrigir meus erros no blog do Lucas, pouca gente faz isso ultimamente. E eu andei assassinando a língua portuguesa. rs
Bom, esse seu post aí, tá altamente confuso. Acho que é direcionado pra alguém, ou é direcionado pra você mesmo??
Vitor disse…
É direcionado para um amigo virtual meu. Não estou falando comigo mesmo não... =]
Niara disse…
Hmm, eu ainda não me entendo

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais