Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2007

Auto-retrato

Imagem
Auto-retrato, upload feito originalmente por Vitor Bustamante.

Hiatus

Ah, poeta que leio agora
Busco em ti o que havia em mim outrora
e parece perdido...
e não há mais...

Mas deve estar aqui; bem perto
Aqui nessa mesa deve estar
Sei que está muito próximo

Mas onde? O que me falta para achar?
Harmonia humana, divina, musical...? O quê!

Onde está a caneta mágica
que você bem usou
no livro que tenho em mãos
e que eu tinha
e com ela tecia meus
versos de poeta aprendiz?

Ah, Moacyr Sacramento,
o quê está em mim desligado?
Em quê não estou ligado?
E que você se liga tão bem?

Tão facilmente em seus versos
pega um punhado da terra escura
na concha da mão e me mostra
e sei que a caneta mágica está ali oferecida
a todos que te lêem

Como voltar a merecer e
assim receber a inspiração dos poetas?
Os sentimentos transbortantes?
Seja meu Rainer Maria Rilke!
Vitor Bustamante

Resposta
Olá, Vitor! Obrigado pelo texto. A sua, com certeza, é uma alma boa e a isso se deve tanto carinho para comigo. Estou longe, muito longe de poder ser orientador de alguém! No entanto, como o poema sugere um pedido, eu v…

Primeiro trailer

Esse é meu primeiro trailer, feito na faculdade. Para o filme documentário Buena Vista Social Club, de Wim Wenders e Ry Cooder.

Gosto muito da música cubana e, quando caiu esse filme para eu fazer o trailer, fiquei bastante alegre. O resultado foi menos satisfatório para mim do que para o meu professor que gostou muito da minha escolha em focar mais no povo; o lado da vida das pessoas prevalecendo sobre o profissional-musical. Também gostei disso. Mas vejo ainda muitas falhas. Tomara que vocês comentem para eu saber o que acharam. Podem criticar à vontade - por favor.

Olá, pessoal da faculdade!

Não estou pensando muito na festa. Minhas idéias da nossa formatura, hoje, são sobre a entrega dos diplomas, que sonho e sugiro que seja no TUCA. Vejo ali um momento importantíssimo para cada um nós, nossas famílias e nossos professores. Pelo menos para mim, uma hora para derramar alguma lágrima. Refletir profundamente, como em nenhum outro momento isso poderá ser atingindo mais vivamente, sobre o que foi toda a nossa experiência (ainda estamos nela), as pessoas que conhecemos, nossos passos na estrada do aprender e fazer e também sobre como repartimos esses aprendizados e realizações com a sociedade - responsabilidade. Vejo também um momento para revermos os erros, mas dediquemos 20% de nossos pensamentos aos erros e 80% aos acertos que devem ser valorizados imensamente.

A festa é A festa, é a hora de pular, expressar nos sorrisos, passos de dança (a banda tem que tocar forró, hein!), nos abraços, gritos calorosos, poses para as fotos, brindes... Tudo isso que estamos comemorando e n…