sábado, outubro 20, 2007

À flor da pele

Obrigado pela semana mundo unido. Tive momentos incrivelmente felizes de terça a sexta. Como o sopro da paz que nos visita quando estamos a caminho da verdade e do amor. Há vários momentos em que essa brisa vejo distante e o suor de um calor indesejável nasce antigo e inútil. Agora, se o telefone tocasse agora e fosse eu mesmo ao outro lado da linha perguntando-me como estou, responderia. Mas escolho calar-me de mim e não ligo. Escolho ir à noite dar uma volta pelo bairro de bermuda, calçando chinelos, carregando as mãos nos bolsos e no peito uma cidade que sonha se unir.

Um beijo, minha querida.
Boa música.

3 comentários:

Vitor Bustamante disse...

Uma amiga me ligou assim que isso eu publiquei.

ana disse...

Vi q lindo!

Anônimo disse...

fala rapa!
meu curso acabou as 13 vulgo uma da tarde
mas hj as 8 vai rolar a nossa reuniao
venha e traga o pessoal
aki na paulista
i a JU como esta?
forte abraçu
LUIS

Livro com uma mão não dá

Ler segurando o livro com apenas uma das mão não dá. É como fazer sexo ativo sem ter as duas mãos na parceira, não dá. E uma mão escondida s...