Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Bem vindo novo horário

Imagem
Summer, originally uploaded by sugarock.

Pensamentos 2 - Erros

De que valeriam os erros se não fossem suas consequências ruins?

Só seu orgulho não se arrependerá de seus erros, todos o resto sim.

500 Dias Com Ela

Sábado de trabalho que acabou mais cedo do que o imaginado. Último dia do horário de verão. Sozinho no apartamento em são paulo com a cidade tendo as iniciais letras em minúsculo. O filme caiu bem. Influência do post. Não há muito o que dizer. Bem... A edição maravilhosa! Saudade de filmes assim.

Minhas queridas 3 amigas, desculpa!

Em Outubro de 2010, cheguei a escrever uma carta assim. Endereçada as três mulheres que mais acompanharam meu crescimento na fase dos 20 e poucos anos.
Sei que por algum motivo que está vindo para a minha consciência agora, eu acabo pegando um pouco mais pesado com vocês. Nesse meu momento forte de crescimento e encaixe no mundo humano, na sociedade trabalhando, ora eu estou um belo adulto lúcido e decidido, ora estou  um menino mimado. A coisa ainda oscila, porém o adulto começa a vencer trazendo assim a presença da minha alma para o momento presente e a realidade. Vejo a força que tenho quando firme e decidido e não compreendo porque justamente com vocês o menino volta pois reconheço a suma importância dessas 3 mulheres maravilhosas no me tornar adulto. Não faz sentido. Deveria ser o contrário. Furei um encontro com a Sandra e outro com a Elaine, de alguma forma não me senti em plena conexão com a Elisa em nossos últimos encontros. Uma parte dentro de mim se desespera com isso. Outr…

Versos

Você adora pôr em mim - Não é mesmo, menina? - a tola expressão...
Sou indivíduo simplório, chamo homem.

Pensamentos

Quando você entende que uma coisa que você queria muito entender não precisa e nem deve ser entendida, inúmeros problemas ficam resolvidos.

Dedicatória

Imagem
Renato,


Este livro lhe dará uma voz sobre a comunicação que você muito procura. Ainda firmará um alicerce poderoso, ao qual você confiará os aprendizados acadêmicos. Vai Fundo!


Vitor Bustamante

Gostei desta dedicatória que escrevi para o meu amigo no livro que ainda estou lendo e quando eu terminar será o meu presente de aniversário super atrasado. Incrível como estou dando presentes atrasados este ano. No sábado passado dei o meu presente de dia dos pais, por exemplo. O Renato é colega terapeuta, adora o meio holístico, escreve artigos para sites e estuda jornalista praticamente já sendo um. Este livro cai como uma luva tanto nele quando em mim, que me formei em multimeios e sou terapeuta também. Decidi que quando acabar de o ler, o darei de aniversário. Ele não sabe e não falem, ok? A idéia do texto para a dedicatória veio e já a fiz. Estranho ler um livro que teoricamente você já deu para alguém mas a prática é possessiva.

Dias 1

Para todos o ano começa duas vezes: no início do calendário e no primeiro dia de seu aniversário. Por assim dizer, os meus dois anos deste ano começaram extremamente bem. Lembro-me bem dos dias 1. Um urbano, outro rural como numa dualidade equilibrada. O primeiro dia veio em dezembro com a comemoração do meu aniversário em São Paulo. O segundo, na Chapada Diamantina, em uma viagem maravilhosa com a minha madrinha. Os acontecimentos dos dois dias ganharam espaço de sobra no meu coração.

Para você!

Estou em Aparecida. Amanhã viajo para São José dos Campos inicialmente e depois irei para Monteiro Lobato. Aqui são 23:27 e posso interromper a escrita desta carta eletrônica destinada a você para tocar uma música ao piano na sala. Tocar piano à noite, sozinho é uma delícia. Mas seria ainda mais delícia se você estivesse no sofá lendo seu livro de comer, rezar e amar. Suas pernas estariam descobertas e cruzadas, você teria escolhido a maior almofada para se recostar, o sino dos ventos, que fica no jardim da entrada, se faria presente suave como as estrelas no céu. Aqui seria um paraíso e você a lua deitada no sofá ao ler um livro. O sol das minhas músicas maiores embalariam o ritmo da sua leitura sem você perceber. Pararia um instante para pegar com as pontas dos dedos alguns dos petiscos que eu teria preparado para nós. Um anjo que por acaso viesse nos ver atraído pelo som das cordas do piano somado a energia lunar irradiando de você veria que no encontro de nós dois há muito mais li…

Poesia de rua

Sabe aqueles poetas de rua? Encontrei com um na Rua Santa Efigênia, paraíso da informática e pirataria tecnológica da cidade de São Paulo. Ele era bem humilde e seu poema tal qual na maioria dos versos. Ajudei-o com R$1,00 pela xerox de meia A4 com dois poemas. O que gostei de ler foi o seguinte verso: "São animais vestidos de homens a humanidade". Concordo plenamente! Somos mesmo ainda animais. Humanos entre nós são apenas aqueles que chamamos de santos. Estes são seres humanos, nós ainda estamos aprendendo a sermos humanos.