Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Na aula de inglês

Imagem
Comecei duas coisas este mês: um namoro promissor e um curso de inglês. Hoje no curso de inglês estávamos montando frases aleatórias com o que tínhamos aprendido. Foi perguntado a mim por uma colega na conversação:

Where's your girlfriend now? (Onde está sua namorada agora?)

Ao que eu respondi:
She's in my heart! (Ela está no meu coração!)

Inicialmente ia dizer que ela estava na Lapa, mas ainda bem que existe um lado romântico em mim a botar poesia no amor e na vida. A professora disse que a minha resposta estava certa, mas que eu tenho que melhorar a pronúncia do meu "heart".

Eis a Vida, amigos! Eis a VIDA!

E-mail da minha mãe

Vi
Estou organizando os papéis da estante. Hoje encontrei uma poesia sua, que deve ter sido escrita quando ainda era bem pequeno, provavelmente em algum dia dos pais.
PAPAI, MEU PAPAIZINHO VIAJA PELO MUNDO DE ÔNIBUS E AVIÃO QUANDO ESTÁ LONGE ESTÁ SEMPRE NO MEU CORAÇÃO.
O mas interesante é que a maioria dos filhos convivem mais com o pai na infância do que na fase adulta e com você aconteceu o contrário.
Bjus Mãe

Quase Nada 113

Imagem
Quase Nada 113, originally uploaded by 10paezinhos.

Dia nacional do Poeta

"A caneta é a enxada do poeta
Não cria calos mas pode registrar a dor"
Adriano Nunes, meu tio materno.

"que aperta, espeta ou resseca"
Eu, Vitor Bustamante quando tinha 17 anos.

Alquimiadelaminhanela

Eu teço o fio dos quatro elementos em você, querida.
Obtenho a fusão de minhas três substâncias num olhar
Vejo-me nu,
Vejo-me uno!

Você floral coloriu paternos invernos herdados
Eram eternos e deixaram de ser
Você cristal difundiu a paz, a luz e o prazer
Por cada célula minha...
Do que eu posso vir a ser

Beijo-te com o desespero natural dos que amam e apaixonados estão ao mesmo tempo
Desconheço-me na sua presença e me reconheço quando a amo
Mulher, se faz portal para o novo...
O transformado!
Alquimiza a vida sem intenções
Sem permissão, razão ou padrões

Overdoses homeopáticas proporciona
Sou obrigado a sair pra respirar
Sinto precisar de uma nova caixa torácica, mas não é físico: é amor, querida!
Logo volto e... doar e receber, ir e vir, amar e ser amado, beijar e ser beijado, ser e não ser é o onde acabamos como sempre.

Meu eu em você

Imagem
Tocar-te seria evoluir sexualmente
Pois eu nunca tive mulher tão bela
Cuja a presença me tomasse por completo
De tesão inebriador desesperante

Gasto energia para conter-me
Gozo ao ver-te e ao sonhar-te
Calça branca, cabelos vermelhos
Pego-te pela cintura e não te devolvo

Um toque cúmplice e íntimo.
O prazer é sentido junto
O acordo feito é dos melhores:
liberdade para os dois

O eu-safado de cada um rindo no mundo
Uma paz que nunca houve
Um passar de mãos

Quando te beijo, não acredito
Quando tiro sua roupa, um transe
Quando a penetro e repenetro
o orgasmo perfeito de um desejo eterno
Inexplicável. Caio como morto renascido em paraíso

Nem o tremor diz,
Nem o pulsar frenético,
O coração palpitando a mil
O desespero em cada célula

Amo-te como nunca antes havia me permitido:
Livre
Livre de tudo

Recuperado, encontro a mim mesmo em ti
Olho quem se descobre novamente em mim
Refeita como que para sempre