Carinho

Meu coração olha-me das suas mãos e me diz que talvez não volte para cá, mesmo após findar a emoção da sua carta. Sagitarianos se apaixonam como anjos olhando a humanidade; a pés de altura ou a pé no chão. É como se, no momento desse carinho pleno, minha sombra saísse de mim. Andando. Deixando-me a sós com a luz que vem de ti e todos os sonhos que eu julgava extraviados. Agora devolvidos. Um desatar de nós que prolifera... e ainda não li carta. Só peguei cores, cheiros e a imensidão do carinho.

Comentários

Alice disse…
Nossa, Vitor, das palavras mais bonitas que já li por aqui. *-*

Beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais