Fim de semana em casa

Em casa dos pais. Minha mãe veio até a sala para dar boa noite. Eu e meu irmão respondemos. Pedi para ele pausar a série que víamos, pois precisava de um copo d'água. Mas antes de ir para cozinha, passei no quarto da minha mãe. A água era necessária, mas mais como desculpa para o meu gesto de filho sedutor do que disputa o apreço materno com irmão do que para matar a sede e molhar a garganta prejudicada. Gripe recente. Meu pai já dormia sobre a cama e entreguei a minha mãe um beijo de boa noite, que se converteu num sorriso, que se converteu em paz. Falta deitar um beijo sobre meu pai. Isso fica para o domingo! O dia será de um vermelho agradável, pelo fato dos domingos serem vermelhos no calendário e estar calor, e viajaremos para São Paulo. Ele trabalhará no último dia do ano e eu irei passar o réveillon com a Ana, minha namorada. Precisamos nos ver um pouco antes da virada. Para nossos olhares se perderem do tempo dentro um do outro antes de estar no social. Namorarmos.

Comentários

Sandra Di Célio disse…
Tudo isso: casa dos pais, vídeo com irmão, carinho de mãe e filho, planos para o futuro, romance... Tudo isso, um tanto bem bastante de felicidade! (tirando a gripe é claro, mas pra polarizar, perfeito!);-)

Postagens mais visitadas deste blog

Bustamante

Texto que escrevi e li como orador dos formandos de 2008 do curso de Comunicação e MultiMeios da PUC/SP

Tema da redação: Heróis reais