quarta-feira, abril 05, 2017

Para L.

De tudo fica um pouco
Ficou um pouco de ti em mim
A flor do encontro que foi
Jardina a lembrança de grandes momentos

De tudo quem governa é o Espírito
Ele vai num texto sem rascunho
E nossas orações têm, em seu poder,
Talvez apenas a contemplação de suas ordens

Se de tudo fica um pouco
Em cada pouco deito gratidão
Deito reconhecimento no lençol da vontade
De ter os limites desse reconhecimento ultrapassados
Aprofundados para além dos muros de uma ignorância que já foi e ninguém desejou manter - lutei por crescimento
Trabalho evolução com caminhar curto
Mas presente e vou
Que sempre possamos ir e
Que o Espírito sempre possa vir

Madalena suas cicatrizes de não-cristo, que pecado se cura com anti-fel

Abra a porta da música que aí não fica apertado o coração. Salve, amigo! Dilemas são o cardápio do desempregado. Samba, gira uma-banda que ...